Tamanho do texto

O ex-jogador ficou nos camarotes do Anacleto Campanella e deu instruções ao treinador durante a vitória por 3 a 0 sobre o Ituano

O ex-jogador Galeano está de emprego novo. Braço direito de Luiz Felipe Scolari em sua segunda passagem pelo Palmeiras, o ex-volante foi confirmado como novo auxiliar técnico do São Caetano. A contratação foi consumada após o treinador Aílton Silva pedir a integração do profissional ao quadro de funcionários de sua comissão.

Galeano é o novo auxiliar do Azulão
Gazeta Press
Galeano é o novo auxiliar do Azulão

"Nós trabalhamos juntos em 2008 e posso dizer que ele é um  profissional sério e experiente. O relacionamento também sempre foi bom. Ele vai me ajudar no dia a dia, porque o nosso elenco é grande e preciso ter alguém para separar o meu trabalho, ou me ajudar na parte técnica", disse Aílton Silva, que voltou ao time após a fracassada passagem de Geninho pelo ABC Paulista.

Galeano já iniciou o seu trabalho na última quinta-feira. O ex-jogador ficou nos camarotes do Anacleto Campanella e deu instruções ao treinador durante a vitória por 3 a 0 sobre o Ituano. Aos 41 anos, o auxiliar retomará as atividades durante a reapresentação do elenco, marcada para esta sexta-feira.

A contratação, contudo, gera polêmica entre a torcida do São Caetano e do próprio Palmeiras. Enquanto trabalhava na comissão técnica do Verdão, Galeano foi acusado pelo ex-jogador Edmundo de ter um esquema para facilitar a contratação de atletas com seus direitos ligados ao Azulão e ao empresário Magrão. As denúncias nunca foram provadas e o ídolo alviverde chegou até a ser processado pelos envolvidos.

Campeão da Libertadores pelo Palmeiras, em 1999, o ex-volante rodou por clubes do Brasil e só encerrou a sua carreira em 2008, no Ituano. A sua carreira como dirigente teve início em 2010, após a diretoria do Verdão dar um voto de confiança para seu trabalho. A passagem se estendeu até 2012 e só teve fim com a saída de Felipão. Após o treinador sucumbir à pressão da torcida, Galeano prestou sua soliedariedade e também entregou o seu cargo no Palestra Itália.