Tamanho do texto

Zagueiro havia reclamado de sua substituição na derrota por 2 a 1 para o Arsenal de Sarandí, que complicou vida são-paulina na Libertadores

Lúcio não ostenta mais condição de intocável na zaga do São Paulo
Gazeta Press
Lúcio não ostenta mais condição de intocável na zaga do São Paulo

O zagueiro Lúcio pediu desculpas ao técnico Ney Franco por ter reclamado de sua substituição na derrota do São Paulo para Arsenal por 2 a 1 na última quinta-feira, na Argentina. O jogador deixou o campo quando a partida estava empata em 0 a 0 e usou isso como argumento.

LEIA TAMBÉM: Autuori, Dorival e Mano aparecem como principais sombras para Ney Franco

“Pedi desculpas ao Ney porque não deveria ter dito aqui. Saí triste com o jogo e acabei errando. Admito o erro e já deixei o treinador à vontade para contar comigo como ele quiser”, disse Lúcio ao site oficial do São Paulo.

“É um momento difícil que estamos passando e qualquer coisa pequena ganha proporção maior de pressão. Nosso time tem muita qualidade e vai reagir. Tenho certeza que temos uma temporada promissora pela frente”, completou o zagueiro.

No desembarque do elenco após a derrota, o camisa 3 falou a jornalistas que o clima no grupo são-paulino estava bom, mas que quando ele saiu de campo o jogo estava 0 a 0.

E MAIS: Desobediência de jogador contribuiu com a última queda de Ney Franco

O time vive situação delicada na Copa Libertadores e precisa derrotar o The Strongest em La Paz e o Atlético-MG em casa para avançar ao mata-mata. No Paulistão, os são-paulinos lideram, mas sem empolgar a torcida.

A desavença com Lúcio não foi o primeiro problema de Ney Franco no São Paulo. Poucos dias antes, o meia Paulo Henrique Ganso também havia ficado insatisfeito por ser substituído do clássico contra o Palmeiras. No ano passado, o técnico não gostou de uma interferência de Rogério Ceni em uma alteração no duelo contra o LDU de Loja pela Copa Sul-Americana.