Tamanho do texto

Atual treinador está ameaçado no São Paulo por conta de maus resultados e desentendimentos com craques. Grandes nomes estão à disposição no mercado

Paulo Autuori foi campeão da Libertadores e mundial com o São Paulo em 2005
Divulgação/AI São Paulo
Paulo Autuori foi campeão da Libertadores e mundial com o São Paulo em 2005

A diretoria do São Paulo insiste que o técnico Ney Franco ainda possui pleno apoio do clube. Mas, se em público é dito que está tudo bem, nos bastidores o clima no Morumbi não é dos melhores. E nomes de grandes treinadores à disposição no mercado já começam a assombrar a vida do atual comandante são-paulino.

Você acha que Ney Franco deve permancer no comando do São Paulo? Comente

O principal deles é Paulo Autuori. Ele treinou o São Paulo em 2005 e conquistou a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes. Após passar as últimas quatro temporadas no Catar, onde chegou a dirigir a seleção nacional, o carioca afirmou recentemente que pretende trabalhar com times brasileiros por mais cinco anos.

LEIA TAMBÉM: Desobediência de jogador contribuiu com a última queda de Ney Franco

Autuori é um nome com boa aceitação entre os torcedores, mas divide os diretores. Questionado na última semana sobre possíveis contatos com o técnico, o presidente Juvenal Juvêncio expôs certa mágoa pela forma como ele deixou o clube da última vez, logo após o título mundial, mas não deixou de elogiá-lo.

E MAIS: Ganso está sem condicionamento e deve respeitar técnico, diz Pelé

Dorival Júnior, que neste final de semana saiu do Flamengo, também surge como eventual candidato à vaga de Ney Franco. A seu favor estão os bons resultados que conseguiu com o Santos em 2010.

Contra Dorival, porém, está o perfil semelhante ao do atual técnico são-paulino e a chance dele não conseguir controle sobre o elenco. No Santos ele chegou a ter problemas com Neymar e Paulo Henrique Ganso. O meia, hoje no time do Morumbi, ainda não conseguiu seu espaço e já se desentendeu com Ney Franco.

Dorival e Neymar se desentenderam, na queda de braço o Santos optou pelo atacante e ficou sem o treinador
AE
Dorival e Neymar se desentenderam, na queda de braço o Santos optou pelo atacante e ficou sem o treinador

E AINDA: Volante Denilson ofende torcedor do São Paulo no Twitter e é ameaçado

Outra opção viável para o São Paulo é Mano Menezes, desempregado desde a demissão da seleção brasileira, no final do ano passado. A favor do gaúcho está todo o trabalho que ele fez no Corinthians de 2007 a 2010, onde pegou uma equipe fragilizada pela queda à Série B e montou a base que seria campeã do mundo em 2012. Mas essa mesma ligação ao arquirrival pode jogar contra.

Por fim, um nome que não está no mercado, mas que cai no gosto dos são-paulinos é o de Muricy Ramalho. Foi com o treinador que o time viveu sua última grande fase vitoriosa – o tricampeonato brasileiro de 2006 a 2008. Mas o técnico foi demitido justamente por um desgaste com a diretoria após fracassar sucessivamente naquela que é a maior obsessão do clube: a Libertadores.