Tamanho do texto

Equipe comandada por Marcelo Oliveira chegou aos 16 pontos e tem quatro de vantagem para o Vila Nova, segundo colocado

O torcedor cruzeirense que marcou presença em bom número neste domingo, no estádio Melão, em Varginha, acompanhou uma boa exibição da Raposa, que aplicou uma goleada no Boa Esporte por 4 a 1, e manteve a liderança e a invencibilidade no Mineiro. A Raposa teve problemas para furar a marcação da Coruja no começo do jogo, mas mostrou mais qualidade técnica para triunfar no Sul de Minas.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Diego Souza comemora gol na goleada do Cruzeiro sobre o Boa Esporte
Douglas Magno/Gazeta Press
Diego Souza comemora gol na goleada do Cruzeiro sobre o Boa Esporte

O Cruzeiro abriu o placar com Diego Souza, que conseguiu uma ótima arrancada e finalizou no canto esquerdo, a bola carimbou a trave, bateu nas costas do goleiro Douglas e foi para as redes do Boa Esporte. A Coruja empatou com Fernando Karanga, após ótimo lançamento de Betinho, e ainda no primeiro tempo Everton Ribeiro marcou o segundo tento celeste. Na etapa complementar, o avante Borges mostrou o faro de gol e marcou o terceiro gol celeste e Tinga fechou o placar em Varginha.

Na sequência do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro vai receber a Caldense no Mineirão, em jogo marcado para o próximo domingo. Já o Boa Esporte terá compromisso no mesmo dia, recebendo a visita do Araxá, no estádio Melão, em Varginha.

O jogo - O duelo entre a Coruja do Sul de Minas e a Raposa apresentou equilíbrio de ações nos primeiros minutos, mas aos poucos, o Cruzeiro começou a impor a maior qualidade técnica e tomou as rédeas do jogo. Com o isso, o Boa Esporte foi forçado a recuar as linhas de marcação, mesmo atuando em casa.

Apresentando boa movimentação, principalmente com Everton Ribeiro, Dagoberto e Diego Souza, o Cruzeiro envolveu os defensores da equipe boveta, que tiveram muito trabalho para conter as investidas ofensivas dos cruzeirenses. Com dificuldades para agredir a Raposa, o time do técnico Sidney Morais compactou a defesa atrás do meio-campo, e somente no contra-ataque conseguiu ameaçar.

Quando chegou ao ataque, porém, a Coruja criou enorme perigo com o zagueiro Rodrigo Arroz, que aproveitou uma bola levantada para área e obrigou o goleiro Fábio a operar um milagre para evitar a abertura do placar. Após este lance, o Cruzeiro intensificou a pressão, e aos 25, brilhou a estrela do armador Diego Souza, que conseguiu uma ótima arrancada e finalizou no canto esquerdo, a bola carimbou a trave, bateu nas costas do goleiro Douglas e foi para as redes do Boa Esporte.

Após o gol do Cruzeiro, a Coruja passou a jogar mais no campo de ataque, deixando a partida aberta. Aos 30, o atacante Betinho desviou cruzamento e Fábio voltou a trabalhar bem para evitar o empate em Varginha. Aos 35, Betinho deu ótima assistência para Fernando Karanga, que deixou tudo igual no placar.

Não demorou muito para o Cruzeiro voltar à frente no marcador com Everton Ribeiro, que recebeu passe com açúcar de Borges, e só teve o trabalho de empurrar para as redes. A alternância no placar deu dinamismo ao jogo, que seguiu com boas chances de gols até o final.

Na volta para a etapa complementar o Cruzeiro não diminuiu o ritmo, e seguiu em busca do terceiro gol contra um Boa Esporte, que teve problemas para criar boas jogadas ofensivas. Aos 11, Egídio foi à linha de fundo e acertou bom cruzamento para área, Jair tentou cortar e deixou a bola nos pés de Borges, que ampliou a contagem para os visitantes.

Melhor na partida, o Cruzeiro seguiu perseguindo a goleada, e aos 14, a Raposa conseguiu excelente trama ofensiva com Borges e Dagoberto, que errou o alvo mandando pela linha de fundo. Aos 22, foi a fez do lateral-esquerdo Egídio criar enorme perigo com um petardo, que parou na trave do goleiro Douglas.

Com o Boa Esporte sem esboçar qualquer sinal de reação, o Cruzeiro seguiu com total controle da partida, desperdiçando várias chances de construir um marcador mais elástico, até que aos 36, a goleada foi consolidada. Diego Souza mostrou qualidade e deu assistência para Tinga fuzilar o goleiro boveta e levar o torcedor celeste à loucura nas arquibancadas do Melão.

FICHA TÉCNICA
BOA ESPORTE 1 X 4 CRUZEIRO

Local: Estádio Melão, em Varginha (MG)
Data: 17 de março de 2013 (domingo)
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA/MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Souza Santiago (FIFA/MG) e Flamarion Sócrates da Silva (Especial FMF)
Cartões amarelos: (Boa Esporte) Airton (Cruzeiro) Paulão, Diego Souza

Gols: BOA ESPORTE: Fernando Karanga, aos 35 minuto do primeiro tempo; CRUZEIRO: Diego Souza, aos 25 e Everton Ribeiro, aos 37 minutos do primeiro tempo; Borges, aos 11 e Tinga, aos 36 minutos do segundo tempo

BOA ESPORTE: Douglas; Robert, Leandro Camilo, Rodrigo Arroz e Airton; Jair, Radamés (Neílson), Petros (Philip) e Marcelinho Paraíba; Betinho e Fernando Karanga (Fábio Silva)
Técnico: Sidney Moraes

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Mayke), Nirley, Paulão e Egídio; Leandro Guerreiro, Nilton, Everton Ribeiro (Tinga) e Diego Souza; Dagoberto (Elber) e Borges
Técnico: Marcelo Oliveira