Tamanho do texto

Classificado para as oitavas da Libertadores, time comandado por Cuca goleou o rival, no estádio Independência

O Atlético-MG vive um ótimo momento na temporada, apresentando um futebol que tem agradado a torcida alvinegra. Neste domingo, a história não foi diferente, e o Galo superou o América-MG, de virada, aplicando uma sonora goleada de 5 a 2, no estádio Independência. O grande destaque do jogo ficou por conta do zagueiro Réver, que marcou três gols para ajudar o Galo a construir a goleada.

Réver comemora um de seus três gols na goleada diante do América-MG
Flickr/Atlético-MG
Réver comemora um de seus três gols na goleada diante do América-MG

O América-MG abriu o placar no Horto após boa jogada do lateral Gedeílson, que cruzou na medida para Fábio Júnior, que mandou para as redes de Victor. O empate do Galo surgiu depois de chute cruzado de Bernard, que o goleiro Neneca não segurou firme, no rebote, o volante Leandro Donizete deixou tudo igual.

No segundo tempo, brilhou a estrela do zagueiro Réver, que anotou três belos gols para garantir a goleada alvinegra. Laércio diminuiu o prejuízo americano marcando o segundo do América-MG no jogo, mas Diego Tardelli também queria o dele, e fechou a goleada em 5 a 2, para o Atlético-MG.

Na sequência do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG vai encarar o América-TO, na próxima quarta-feira, em jogo adiado da 5º rodada, em função dos jogos do Galo pela Libertadores. Já o América-MG, vai jogar diante da sua torcida também na quarta-feira, recebendo o Guarani, no Independência.

O jogo - Mesmo poupando alguns jogadores, o Atlético-MG iniciou a partida a todo o vapor, pressionando o América-MG com mais posse de bola e jogadas pelos lados do campo. Sabendo que sofreria pressão, o técnico estreante Paulo Comelli armou o Coelho de forma cautelosa, com Fábio Júnior atuando de forma isolada no ataque.

Apesar de o Atlético-MG ter apresentado maior volume de jogo nos primeiros minutos, foi o time americano que chegou ao gol na primeira jogada de perigo do Coelho. O lateral Gedeílson foi à linha de fundo e cruzou na medida para Fábio Júnior, que de cabeça, mandou para as redes de Victor, abrindo o placar no Independência.

O gol americano não intimidou os alvinegros que seguiram agredindo o América-MG. Aos 14, o Galo conseguiu boa trama ofensiva que terminou com a finalização de Tardelli e a zaga alviverde aliviando o perigo quase em cima da linha. Com a marcação bem compactada, o América-MG procurou evitar dar espaços para os atleticanos, que mostraram tranquilidade para tocar a bola na intermediária.

Apesar do domínio da partida, o Atlético-MG permitiu os contra-ataques do Coelho, principalmente pelo lado direito, explorando as costas de Richarlyson. Foi dessa forma que os americanos quase chegaram ao segundo gol, novamente com Fábio Júnior, que errou o alvo em um bom momento do América-MG.

A resposta alvinegra veio aos 32, com chute cruzado de Bernard, que o goleiro Neneca teve que se esticar todo para fazer a defesa, mas no rebote, o volante Leandro Donizete apareceu como elemento surpresa e deixou tudo igual no marcador. O gol do Galo deixou a partida mais aberta e equilibrada, já que o América-MG passou a jogar mais ofensivamente.

Na volta para o segundo tempo, o América-MG quase chegou ao gol de desempate depois de jogada individual do volante Doriva, que fez fila na marcação do Galo e rolou para Fábio Júnior que apenas ajeitou para a conclusão de Juninho, mas Victor fez grande defesa com os pés.

A resposta alvinegra não demorou, e veio com Jô, que deu assistência perfeita para Tardelli, que não pegou bem na bola e desperdiçou chance clara de gol. O panorama da etapa complementar mostrou os atleticanos com mais volume de jogo ofensivo, mas com o Coelho também buscando a vitória, gerando 45 minutos de muita movimentação.

Aos 12, Tardelli cobrou falta por elevação, que encontrou o zagueiro Réver com liberdade dentro da área, o defensor teve tranquilidade para tocar por cobertura, na saída de Neneca, virando o jogo para o Atlético-MG. No minuto seguinte, a estrela de Réver voltou brilhar, o jogador acertou um belíssimo voleio, ampliando a vantagem do Galo e levando o torcedor à loucura nas arquibancadas do Independência.

Com boa vantagem, os alvinegros diminuíram o ritmo, e após os 30 minutos, a equipe de Cuca já começou a administrar o resultado, tocando a bola com muita calma. Apesar da paciência, o Galo ainda teve tempo para transformar o resultado em goleada, com mais um gol de Réver, o terceiro dele no jogo, e o quarto do Atlético-MG.

O América-MG ainda chegou ao segundo gol, com o atacante Laércio, mas não ofuscou a noite de Réver. Para fechar a goleada, o atacante Diego Tardelli também deixou o dele nas redes americanas, após receber lançamento de Luan.

Outros jogos -  A sexta rodada do Campeonato Mineiro começou no sábado com três jogos. O Nacional atuando em casa venceu o Tupi por 2 a 1, o Araxá não resistiu a força do Villa Nova e perdeu por 2 a 1 no Fausto Alvim e Caldense e Tombense ficaram no empate sem gols. Neste domingo, o Guarani goleou o América-TO por 4 a 1, mesmo placar da vitória do Cruzeiro em cima do Boa Esporte em Varginha.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 5 X 2 AMÉRICA-MG

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 17 de março de 2013 (domingo)
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (CBF/FMF)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Aspirante FIFA/MG) e Breno Rodrigues (CBF/FMF)

Cartões amarelos: (Atlético-MG) Pierre (América-MG) Leandro Ferreira, Lula, Kaká Gols: Atlético-MG: Leandro Donizete, aos 32 minutos do primeiro tempo; Réver, aos 12, aos 13 e aos 33 e Tardelli, aos 37 minutos do segundo tempo América-MG: Fábio Júnior, aos nove minutos do primeiro tempo; Laércio, aos 34 minutos do segundo tempo ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Gilberto Silva (Rafael Marques) e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Guilherme (Luan) e Bernard; Tardelli e Jô
Técnico: Cuca

AMÉRICA-MG: Neneca; Gedeílson (Patrick), Éverton Luiz, Lula e Wanderson; Claudinei, Leandro Ferreira, Doriva e Juninho (Kaká); Giovanni (Laércio) e Fábio Júnior
Técnico: Paulo Comelli