Tamanho do texto

Equipe comandada por Cuca bateu os bolivianos por 2 a 1 e chegou a 12 pontos na Libertadores

O Atlético-MG atuou de forma inteligente na altitude de La Paz e, mesmo sofrendo pressão em alguns momentos, o Atlético-MG conseguiu superar as adversidades, e venceu os bolivianos do Strongest por 2 a 1, nesta quarta-feira, no estádio Hernando Siles. O resultado mantém o Galo 100% na Libertadores, com quatro vitórias, e garante classificação antecipada para a sequência da competição.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Tardelli e Ronaldinho Gaúcho comemoram gol do Atlético-MG na vitória diante do Strongest
Juan Karita/AP
Tardelli e Ronaldinho Gaúcho comemoram gol do Atlético-MG na vitória diante do Strongest

O primeiro gol do jogo foi anotado pelo atacante Diego Tardelli, que aproveitou cruzamento de Jô, e de cabeça mandou para as redes. Com dificuldades para entrar na área do Galo, o The Strongest apostou nos chutes de longa distância e deu certo. Em um destes lances, Victor deu rebote e Reina empatou o jogo. No segundo tempo, Serginho chegou à linha de fundo e cruzou para a área, o zagueiro Mendez tentou cortar e marcou contra.

Na sequência da Libertadores o Atlético-MG vai receber o Arsenal-ARG, no estádio Independência, partida marcada para o dia 3 de abril, mas antes o Galo terá compromissos pelo Campeonato Mineiro. No domingo, o time do técnico Cuca tem pela frente o clássico contra o América-MG. Já os bolivianos do Strongest terão mais um jogo em casa, dessa vez contra o São Paulo.

O jogo
Atuando na altitude de La Paz, o Atlético-MG iniciou a partida seguindo a risca as orientações do técnico Cuca, ou seja, jogar de forma cautelosa, procurando trocar passes sem acelerar o ritmo do jogo. Apesar da preocupação, o Galo não se abdicou de atacar os bolivianos e teve o controle do jogo na maior parte do tempo.

A primeira oportunidade clara de gol foi da equipe brasileira com o zagueiro Réver, que desviou cobrança de escanteio de Ronaldinho e obrigou o goleiro Vaca a fazer ótima defesa para evitar a abertura do placar. Aos nove minutos não teve jeito, e o Atlético-MG chegou ao gol com Tardelli, que recebeu assistência de Jô, e de cabeça mandou para as redes do The Strongest, silenciando o estádio Hernando Siles.

Com a desvantagem o time da casa passou a exercer pressão em cima do Galo, apostando principalmente nos chutes de longa distância, mas dando possibilidade para o contra-ataque alvinegro. Aos 13, Bernard recebeu bola esticada e quase ampliou a contagem para os atleticanos.

Atuando com inteligência, o Atlético-MG exerceu marcação atrás da linha da bola em vários momentos da partida, diminuindo os espaços do The Strongest e forçando os erros da equipe boliviana. Sem conseguir entrar na área do Galo, Cristaldo resolveu arriscar de longe, e forçou Victor a mandar para escanteio em uma bola muito venenosa.

Bernard tenta passar pela marcação de boliviano na vitória do Atlético-MG
Juan Karita/AP
Bernard tenta passar pela marcação de boliviano na vitória do Atlético-MG


De tanto insistir nos chutes de fora da área, os bolivianos acabaram chegando ao empate no finalzinho do primeiro tempo. Aos 43, Cristaldo mandou a bomba, Victor não conseguiu segurar firme, e no rebote, Reina só teve o trabalho de empurrar para as redes da equipe brasileira.

Na volta para a etapa complementar o Atlético-MG logo tomou as rédeas do jogo, e Tardelli quase recolocou os brasileiros em vantagem, mas o goleiro da equipe da casa fez grande defesa. Aos seis minutos, Bernard tentou uma finalização por cobertura e errou alvo, mas levando enorme perigo. Pouco criativo, o The Strongest seguiu tentado tiros de fora da área.

Como a bola ganha velocidade na altitude, o goleiro Victor teve muitos problemas para fazer as defesas. Aos dez minutos, o armador Escobar tentou surpreender cobrando um escanteio rápido, que pegou a defesa do Galo desatenta, Leonardo Silva salvou quase em cima da linha em um vacilo generalizado.

Aos 24, o Atlético-MG conseguiu uma excelente trama ofensiva com Jô e Tardelli, que tabelaram, mas no último toque, Jô chegou um pouco atrasado em uma oportunidade clara de gol. Aos 37, Serginho chegou bem à linha de fundo e cruzou para área, o zagueiro Mendez completou contra as próprias redes, anotando o tento em favor do Galo.

Com o resultado favorável, o time brasileiro passou a administrar os minutos finais para comemorar a quarta vitória seguida na Libertadores, e se tornar o único clube com 100% de aproveitamento na principal competição das Américas.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 1 THE STRONGEST-BOL

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz (BOL)
Data: 13 de março de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Julio Quintana (PAR)
Assistentes: Carlos Cáceres (PAR) e Eduardo Cardozo (PAR)
Cartões amarelos: (The Strongest-BOL) Bejarano, Torrico, Pablo Escobar (Atlético-MG) Marcos Rocha
Gols: THE STRONGEST-BOL: Reina, aos 43 minutos do primeiro tempo;
ATLÉTICO-MG: Tardelli, aos nove minutos do primeiro tempo; Mendez, contra, aos 37 minutos do segundo tempo

THE STRONGEST-BOL: Vaca; Bejarano, Mendez, Barrera e Torrico; Veizaga (Ramallo), Soliz, Chumacero e Cristaldo (Melgar); Pablo Escobar e Reina
Técnico: Eduardo Villegas

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Júnior César (Richarlyson); Pierre, Leandro Donizete, Bernard (Serginho) e Ronaldinho; Diego Tardelli (Luan) e Jô
Técnico: Cuca