Tamanho do texto

Depois de começar perdendo, o atual campeão brasileiro mostrou personalidade e conquistou sua segunda vitória na competição


O Fluminense tomou um susto no Chile ao sofrer um gol no fim do primeiro tempo. No entanto, os tricolores mostraram força para virar o placar e vencer por 2 a 1 o Huachipato, nesta quarta-feira. Com o resultado, os cariocas chegaram a seis pontos, assumiram a liderança do grupo 8 e se recuperaram da derrota em casa para o Grêmio na semana passada.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Os visitantes sofreram um pouco no início da partida, mas conseguiu equilibrar as ações e, mais tarde, dominar o confronto. Sò que nos acréscimos do primeiro tempo, viu Rodríguez abrir o placar para o Huachipato. No segundo tempo, com uma postura mais ofensiva, o Fluminense conseguiu a virada com gols de Wellington Nem, que havia perdido chance incrível na etapa inicial, e Wagner.

Veja também: Corinthians encara Pacaembu atípico sem torcida, mas vence fácil na Libertadores

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, desta vez no Engenhão. Uma nova vitória sobre os chilenos vai colocar o Fluminense muito próximo da classificação para as oitavas de final da Libertadores.

O jogo

O Huachipato começou a partida pressionando o Fluminense em seu campo de defesa. Os chilenos buscavam as jogadas pelas linhas de fundo para Rodríguez e Falcone. No entanto, a defesa tricolor conseguia se livrar do perigo com certa tranquilidade. Os cariocas foram os primeiros a criarem boa chance de abrir o placar, aos oito minutos. Wellington Nem recebeu na área pela direita e tocou para o meio. Fred chegou de carrinho e finalizou por cima do travessão.

O panorama do jogo seguiu o mesmo, com o Huachipato tentando dominar as ações, mas com o FLuminense sendo mais objetivo na parte ofensiva. Aos 18 minutos, Jean cruzou para a área. O goleiro Nery Velozo saiu mal e a bola veio para Thiago Neves. No entanto, o meia dominou errado e viu a zaga chilena tirar o perigo.

O atacante Wellington Nem comemora, ao lado de Rhayner (centro)e Thiago Neves, o gol de empate do Fluminense diante do Huachipato
AP
O atacante Wellington Nem comemora, ao lado de Rhayner (centro)e Thiago Neves, o gol de empate do Fluminense diante do Huachipato

Aos poucos, o Fluminense melhorou a marcação e passou a dominar a partida. Os tricolores rondavam a área do Huachipato, que ainda tentava atacar, mas pecava muito nos passes. Na parte final do primeiro tempo, os visitantes desperdiçaram uma chance incrível. Aos 36 minutos, Jean cruzou para Thiago Neves, na esquerda. O meia tocou para o meio da área, onde Wellington Nem apareceu livre, dentro da pequena área. INacreditavelmente, o atacante conseguiu fazer o mais difícil: finalizar na trave.

Nos minutos finais, quando o Fluminense era melhor em campo, o Huachipato aproveitou a única chance de real que teve para abrir o placar, aos 45. Após cruzamento pela direita, a bola chegou em Rodríguez, que dominou e chutou cruzado sem chance para Diego Cavalieri. Assim, os donos da casa foram para o intervalo com a vantagem.

No segundo tempo, os tricolores criaram uma boa chance logo com um minuto. Thiago Neves recebeu pela esquerda, dentro da área, mas chutou para fora. O Fluminense, em desvantagem, dominava as ações, mas não conseguia pressionar os donos da casa, que apenas se defendiam e buscavam os contra-ataques.

O atacante Fred, do Fluminense, sofre com a marcação de Yedro, do Huachipato
AP
O atacante Fred, do Fluminense, sofre com a marcação de Yedro, do Huachipato

Somente aos 13 minutos, os cariocas chegaram novamente com perigo. Wellington Nem recebeu pela direita e tocou para Fred, que estava dentro da área. No entanto, o goleiro Nery Velozo se adiantou ao atacante tricolor e salvou os chilenos.

A partir daí, O Fluminense cresceu em campo e chegou ao empate aos 21. Em boa jogada coletiva, Carlinhos cruzou, Fred ajeitou de peito para trás e Wellington Nem chutou com força para estudar as redes.

Com o placar igual, o confronto ficou aberto. O Fluminense quase virou aos 26 minutos, quando Deco cobrou falta na área, Edinho desviou, mas Nery Velozo fez a defesa. A resposta do Huachipato veio no minuto seguinte. Após falha de Edinho, a bola sobrou para Nuñez, dentro da área, mas para sorte dos tricolores, o chilenos chutou por cima do gol de Cavalieri.

Leia também: Boca Juniors derrota o Barcelona-EQU com gol de Martínez

No entanto, aos 31 minutos, o Fluminense chegou à virada no Chile. Wellington Nem roubou a bola do defensor dentro da área. Ela sobrou para Wagner, que acabara de entrar na vaga de Deco. O camisa 19 chutou cruzado, sem chance para Nery Veloso e garantiu o 2 a 1.

Depois disso, o Huachipato passou a pressionar o Fluminense novamente. Com a vantagem no placar, os tricolores recuaram e apenas avançavam nos contra-ataques. Mesmo assim, os cariocas quase ampliaram aos 39 minutos, quando Rhayner aproveitou escanteio e acertou chute no travessão. Nos minutos finais, os visitantes souberam administrar a posse de bola e saíram de campo com os três pontos no Chile.

FICHA TÉCNICA 

HUACHIPATO-CHI 1 X 2 FLUMINENSE-BRA

Local: Estádio CAP, em Talcahuano (Chile)
Data: 27 de fevereiro de 2013 (Quarta-feira)
Horário: 22 horas(de Brasília)
Árbitro: Saúl Laverni (Argentina)
Assistentes: Juan Belatti (Argentina) e Iván Núnez (Argentina)
Cartões amarelos: Carlos Labrín e Lorenzo Reyes (Huachipato); Deco e Carlinhos (Fluminense)

GOLS: HUACHIPATO: Braian Rodríguez, aos 45min do primeiro tempo
FLUMINENSE: Wellington Nem, aos 21min do segundo tempo; Wagner, aos 31min do segundo tempo

HUACHIPATO: Nery Veloso; José Contreras, Claudio Muñoz, Carlos Labrín e Nicolás Crovetto; Gabriel Sandoval, Lorenzo Reyes, Nicolás Núñez (Felipe Reynero), Francisco Arrué (Daniel González); Federico Falcone (David Llanos) e Braian Rodríguez
Técnico: Jorge Pellicer

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Leandro Euzébio (Rhayner) e Carlinhos; Edinho, Jean e Deco (Wagner); Thiago Neves (Anderson), Wellington Nem e Fred.
Técnico: Abel Braga

* Com Gazeta Esportiva