Tamanho do texto

Atacante sai do banco de reservas para dar a vitória ao time do Palestra Itália, que chega a 16 pontos no Campeonato Paulista

O espírito dos últimos jogos não faltou. O chileno Valdivia retornou e não fugiu do novo estilo de jogo do Palmeiras . Mesmo com um a menos, a defesa foi segura. O ataque veloz dava trabalho, mas parava no goleiro Walter em tarde inspirada. Mas, assim como Valdivia, o protagonista estava no banco de reservas. O atacante Leandro entrou no segundo tempo e, em sua estreia, fez explodir o Pacaembu marcando o gol da vitória por 1 a 0.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Durante todo o primeiro tempo, o Palmeiras mostrou boa movimentação no campo de ataque, criando muitas oportunidades, mas sempre esbarrando na atuação inspirada do goleiro adversário. No segundo tempo, com as entradas de Valdivia e Caio, ganhou em qualidade e chegou ao gol. O resultado deixa o time com 16 pontos, provisoriamente na quarta posição.

Leandro comemora gol da vitória do Palmeiras
Gazeta Press
Leandro comemora gol da vitória do Palmeiras

Se na quinta-feira o Palestra visita os paraguaios do Libertad em Assunção, o Campeonato Paulista volta a ser o foco das atenções apenas no dia 10 de março, no clássico contra o São Paulo. Isso porque o jogo da 10ª rodada contra o Paulista acontece apenas no dia 14. Já a União Barbarense volta a campo na sexta-feira, em Itápolis, diante do Oeste, tentando sair da antepenúltima colocação com cinco pontos.

O jogo

Empolgado pelos resultados recentes, o Palmeiras começou a partida tentando impor seu ritmo e precisou de apenas três minutos para assustar os visitantes. Souza cobrou falta com veneno e o goleiro Walter teve trabalho para cortar. A partida foi perdendo em movimentação, mas o time acordou na partida em grande estilo.

Seguindo as orientações de Gilson Kleina para a movimentação do ataque, Vinicius buscou o jogo na lateral esquerda, disparou em velocidade e deixou o marcador para trás com um corte seco. O camisa 19 percebeu o espaço para o chute, soltou a perna direita e obrigou Walter a se esticar para evitar o gol. No lance seguinte, Wesley apareceu sozinho na pequena área, mas demorou para chutar e facilitou para o goleiro.

O rodízio no setor ofensivo confundia a atrapalhada defesa da União Barbarense e deixava os volantes palmeirenses livres na entrada da área. Em um destes lances, Souza e Weldinho fizeram boa tabela e a bola ficou para Vinicius na grande área. O atacante rolou para trás e Vilson surgiu como surpresa batendo rente à trave direita. No final, Márcio Araújo também teve de recuar após driblar o goleiro, mas Edson Borges apareceu no momento certo para salvar o gol de Vinicius.

A etapa complementar começou em ritmo alucinado. Alex tentou encobrir Fernando Prass em cobrança de falta e deixou a torcida paralisada. No lance seguinte, a resposta veio em lance de Márcio Araújo, que recebeu de Vinicius e bateu firme para mais uma defesa de Walter. Instantes depois, os primeiros gritos pedindo a entrada de Valdivia ecoaram no Pacaembu.

Aos 13 minutos, Wesley saiu muito vaiado pela torcida, que recepcionou Valdivia de braços abertos para o retorno. E Valdivia não decepcionou em seu primeiro lance. O chileno roubou a bola no campo de ataque, deixou Vinicius na cara do gol categoria, mas viu o garoto chutar em cima do goleiro na melhor chance palmeirense. Souza ainda tentou no rebote de bicicleta, mas também parou no arqueiro barbarense.

A empolgação pela entrada de Valdivia passou e o Palmeiras se viu em situação complicada quando Marcelo Oliveira recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Os visitantes cresceram na partida e quase abriram o placar quando Bachin ganhou de Maurício Ramos na força e tocou para defesa essencial de Fernando Prass.

Com a entrada do garoto Caio na vaga de Márcio Araújo, que completou 200 jogos, o Palmeiras cresceu de produção e o centroavante quase deixou o dele no primeiro lance em campo. Souza cobrou escanteio e Caio cabeceou para mais uma linda defesa de Walter.

Envolvido na ida de Barcos ao Grêmio, Leandro fez sua estreia pelo Verdão e precisou de poucos minutos em campo para brilhar. O atacante ganhou na raça, tirou da marcação e bate rasteiro, no contrapé do goleiro, para marcar um lindo gol. A vantagem inflamou a torcida, que comemorou na sequência um milagre de Fernando Prass em chute de Itaqui que desviou em Patrick Vieira. No final, ainda houve tempo para Valdivia dar seu tradicional chute no vácuo e ajudar a segurar o resultado no Pacaembu.

FICHA TÉCNICA - PALMEIRAS 1 X 0 UNIÃO BARBARENSE
Local:
estádio do Pacaembu, em São Paulo
Data: 24 de fevereiro de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto e Alex Ang Ribeiro (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Adriano de Assis Miranda e Sérgio da Rocha Gomes (ambos de SP)
Cartões amarelos: Marcelo Oliveira e Leandro (Palmeiras); Itaqui (União Barbarense)
Cartão vermelho: Marcelo Oliveira (Palmeiras)

Gol:
PALMEIRAS: Leandro, aos 37 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Weldinho, Henrique, Mauricio Ramos e Marcelo Oliveira; Vilson e Márcio Araújo (Caio); Souza, Wesley (Valdivia), Patrick Vieira e Vinicius (Leandro)
Técnico: Gilson Kleina

UNIÃO BARBARENSE: Walter; Alex, Juliano, Edson Borges e Guilherme Batata; Bruno Pires (Rafael Silva), Júnior Goiano (Edilson Azul) e Itaqui; Bachin, Cesinha e Caihame (Dairo)
Técnico: Moisés Egert

*Com Gazeta