Tamanho do texto

Ex-jogador ficou conhecido por comemorar gols com golpes de capoeira e pelo estilo vaidoso. Causa da morte ainda não foi divulgada pela família

O ex-atacante Alex Alves morreu nesta quarta-feira, aos 37 anos. A causa da morte ainda não foi divulgada pela família, embora ele estivesse internado no hospital Amaral Carvalho, em Jaú, interior de São Paulo para o tratamento de uma doença rara, própria da medula óssea, chamada de hemoglobinúria paroxística noturna (HPN).

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Revelado pelo Vitória, Alex Alves se transferiu para o Palmeiras, onde ganhou o título do Campeonato Brasileiro em 1994. Depois de rápida passagem pelo Juventude, chegou à Portuguesa. No time do Canindé, foi vice-campeão brasileiro em 1996. Em 1998, foi para o Cruzeiro, onde atuou por duas temporadas e viveu seu melhor momento.

E mais: Diretor de clube alemão afirma estar chocado com a morte de Alex Alves

Em 1999, foi vendido para o Hertha Berlim. No futebol alemão, alternou bons e maus momentos. Depois, retornou ao Brasil, sem conseguir jogar no mesmo nível dos anos anteriores. Passou por Atlético-MG e Vasco. Em 2005, voltou ao Vitória. Em seguida, jogou no Boavista, Fortaleza, Kavala (Grécia). Seu último clube foi o União Rondonópolis, onde esteve em 2010.

Durante a carreira, o ex-atacante costumava comemorar os seus gols com golpes de capoeira. Além disso, ficou conhecido pelo estilo vaidoso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.