Tamanho do texto

Espanhóis abriram o placar com Sergio Ramos, perderam a oportunidade de ampliar, após Lloris pegar pênalti de Fábregas e sofreram o empate nos acréscimos do 2º tempo

O duelo pela liderança do grupo I das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014 terminou empatado. A Espanha recebeu a França e saiu na frente com Sergio Ramos, mas viu Fabregas perder pênalti e Giroud empatar o jogo nos acréscimos do segundo tempo. O empate por 1 a 1 encerra uma sequência de 24 vitórias consecutivas da seleção ibérica em jogos de eliminatórias para Eurocopa e Copa do Mundo.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O placar foi aberto por Sergio Ramos, que, após acertar a trave cabeceando cobrança de escanteio, aproveitou rebote de chute de Pedro para balançar as redes na sequência do lance aos 25 minutos.

Veja as melhores fotos das Eliminatórias Europeias nesta terça:

Aos 42 minutos, Koscielny derrubou Pedro na área, mas Lloris caiu no canto direito para defender o pênalti cobrado por Fabregas. O goleiro do Tottenham apareceu novamente três minutos depois, defendendo chutes seguidos de Pedro e Fabregas.

Enquanto a Espanha foi superior no primeiro tempo, a França dominou o segundo. A equipe quase empatou através de Ribery em chute colocado da entrada da área que acertou a rede pelo lado de fora aos 13 minutos e Benzema, que não conseguiu desviar cruzamento na pequena área aos 19.

O empate, no entanto, viria só no último lance da partida. Após falha de Juanfran, a Ribéry partiu com a bola dominada, invadiu a área pela esquerda e cruzou para o reserva Giroud garantir um ponto para a França aos 49 minutos.

Com o resultado, as duas seleções chegam aos sete pontos dividindo a liderança do grupo I. A Georgia, que perdeu por 2 a 0 para Belarus, vem em seguida com quatros pontos. Belarus somou seus primeiros pontos nesta terça-feira e fica na quarta posição com três, enquanto a Finlândia é a lanterna com um ponto.

O jogo
O início da partida não foi animador para a Espanha, que perdeu logo aos 13 minutos um de seus principais meio-campistas. David Silva, do Manchester City, lesionou o joelho e precisou ser substituído por Santi Cazorla, do Arsenal.

Sergio Ramos abre o placar para a Espanha contra a França
AFP
Sergio Ramos abre o placar para a Espanha contra a França

Fora a substituição, o início da partida não teve momentos de destaque. Atuando em casa, a Espanha dominava a posse de bola, mas não criou boas chances de gol até os 25 minutos, quando Sergio Ramos cabeceou na trave após cobrança de escanteio. Na sequência, Pedro aproveitou o rebote e bateu para defesa de Lloris. O rebote sobrou para o próprio Sergio Ramos abrir o placar.

A primeira chance da França veio aos 34 minutos com um jogador que atua no próprio país ibérico. O merengue Karim Benzema invadiu a área e bateu cruzado de canhota para boa defesa de Casillas, seu companheiro de clube. Cinco minutos depois, o próprio Benzema ajeitou uma cobrança de falta de Ribery para Menez desviar ao gol no segundo pau, mas o tento foi anulado.

A Espanha teve a chance de ampliar o placar aos 42 minutos após Koscielny derrubar Pedro na área. Fabregas cobrou pênalti no canto direito de Lloris, que se esticou para fazer a defesa. Três minutos depois, o goleiro recém-contratado pelo Tottenham voltou a se destacar ao defender duas finalizações na áreas seguidas, uma de Pedro e outra de Fabregas.

A França saiu em busca do empate no segundo tempo e levou perigo com Ribery, que, aos 13 minutos, acertou a rede pelo lado de fora em chute de primeira da entrada da área. No entanto, a grande chance da campeã da Copa do Mundo de 1998 veio aos 19 minutos, quando Ribery cruzou da esquerda e Benzema, livre na pequena área, não conseguiu a finalização.

Mesmo atuando como zagueiro, Sergio Ramos quase marcou pela segunda vez no jogo aos 24 minutos, quando subiu mais que a defesa francesa para cabecear cruzamento de Xavi por cima do gol. Três minutos depois, Benzema fez jogada individual pela esquerda e cruzou para Sissoko pegar de voleio e mandar a bola pela linha de fundo.

A França pressionou no final da partida e contou com a colaboração de Juanfran, que perdeu a posse de bola no meio-campo e garantiu contra-ataque para os visitantes. Ribéry partiu com a bola dominada, invadiu a área pela esquerda e cruzou para o reserva Giroud igualar a partida já aos 49 minutos da etapa final.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas