Tamanho do texto

Técnico demonstra satisfação com a goleada sobre o Iraque, mas cobra correção da equipe na saída de bola

A goleada que a seleção brasileira aplicou no Iraque por 6 a 0, nesta quinta-feira, agradou bastante Mano Menezes. O treinador, no entanto, reconhece que ainda espera atuações do mesmo nível contra rivais mais fortes.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Precisamos fazer isso contra todos os adversários. Esse é o parâmetro", avisou Mano, já vislumbrando os próximos confrontos da seleção. O adversário de terça-feira será o Japão, na Polônia. Em seu último amistoso na temporada, o Brasil jogará contra a Colômbia em 14 de novembro nos Estados Unidos. Já em 6 de fevereiro de 2013, um oponente teoricamente mais complicado: a Inglaterra, em Wembley.

Leia também:  Apesar de goleada, Mano não abre mão de ter centroavante no grupo

"Mais na frente, teremos adversários de outro nível, até considerando o ranking internacional. Vamos tentar continuar fazendo os resultados. É importante também cometer menos erros. Contra o Iraque, pecamos na saída de bola e em outras coisas. Os jogos de nível mais alto certamente exigirão mais de nós", avaliou.

Veja ainda:  Marcos aprova goleiros de Mano Menezes, mas revela torcida por Diego Cavalieri

Seja contra Iraque ou Inglaterra, Mano já começou a encontrar uma base da formação de sua equipe. A novidade no último amistoso foi a entrada do meia Kaká, do Real Madrid, entre os titulares. É difícil que ocorram mudanças radicais até a Copa das Confederação de 2013.

"É necessário que seja dessa forma. Os jogadores já têm uma ideia clara do que o treinador está pensando. Vamos manter o que estamos fazendo, com pequenas exceções. A maioria dos jogadores que serão convocados futuramente é o que está aqui agora", concluiu Mano Menezes, aliviado com as últimas vitórias. Após a partida com o Iraque, por exemplo, ele festejou as poucas perguntas que enfrentou em entrevista coletiva: "Que maravilha".

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.