Tamanho do texto

'Não passa pela minha cabeça pedir demissão ou ser demitido', desabafou o treinador após a derrota para o Santos

Irritada com o jejum de seis jogos sem vencer na disputa do Campeonato Brasileiro, a torcida do Botafogo não perdoou o técnico Oswaldo de Oliveira após a derrota por 2 a 0 para o Santos, nesta quarta-feira, no Engenhão. Mesmo debaixo de vaias, Oswaldo não cogita deixa o clube após a partida, válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

"Minha capacidade não pode ser medida por conta dessa sequência de jogos. Tenho 37 anos como profissional e 14 títulos importantes conquistados. Repito: ganhar e perder faz parte do futebol. Eu não vou pedir demissão. Não passa pela minha cabeça nem ser demitido", comentou o treinador.

No primeiro tempo, o Botafogo chegou a colocar três bolas na trave do goleiro Rafael, mas acabou diminuindo o ritmo no segundo tempo e levou dois gols no intervalo de três minutos. Ainda com bola rolando, a torcida entoou gritos em provocação ao treinador: ‘Fora, Oswaldo’, ‘Volta Loco Abreu’ e ‘Olé’ quando o Santos tocava na bola.

Leia ainda: Santos se acerta no segundo tempo e derrota o Botafogo no Engenhão

"Querendo ou não foi uma partida equilibrada e às vezes se perde em sequência, assim como se ganha em sequência, não podemos nos iludir por um momento, seja ele bom ou ruim. Isto faz parte da conjuntura de um trabalho, por isso tenho contrato longo. Perder e ganhar é a rotina da minha vida e eu ganho muito mais que perco", concluiu o comandante.

Torcida pede Loco Abreu
Liberado pelo Botafogo em função da falta de oportunidades na formação com um único atacante, Loco Abreu, atualmente no Figueirense, foi lembrado pela torcida nas arquibancadas do Engenhão. Em caso de rebaixamento do Figueirense, uma cláusula no contrato do uruguaio autoriza o retorno ao Rio de Janeiro já em 2013.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas