Tamanho do texto

Com o resultado positivo, o Corinthians chegou aos 42 pontos, apenas três a menos da meta estabelecida pelo técnico Tite

O Corinthians se recuperou da derrota contra o Náutico ao vencer o Flamengo, na noite desta quarta-feira, no estádio do Pacaembu. Depois de ter saído atrás no placar, o atual campeão da Copa Libertadores virou no segundo tempo e saiu de campo com o placar positivo por 3 a 2, ficando ainda mais perto da prometida folga antes do Mundial de Clubes da Fifa.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O estreante Renato Santos aproveitou posição duvidosa para inaugurar a contagem no Pacaembu. Porém, na etapa final, Edenílson aproveitou cruzamento de Fábio Santos para igualar. Pouco depois, Paulo André subiu mais que a zaga em cobrança de escanteio e colocou o Corinthians na frente. Já no fim, Emerson Sheik deixou sua marca, depois de ter cumprido cinco jogos de suspensão. Porém, nos acréscimos, Liedson fez seu gol.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Com o resultado positivo, o Corinthians chegou aos 42 pontos, apenas três a menos da meta estabelecida pelo técnico Tite. Quando o time alcançar o objetivo, alguns titulares serão liberados para dias de descanso. A partida marcou as estreias de Chiquinho e Anderson Polga, que entraram no segundo tempo, enquanto Zizao ficou mais uma vez no banco. O Flamengo, por sua vez, ainda está ameaçado pela parte de baixo da tabela, pois é o 14º, com 35 pontos.

O jogo: O Corinthians iniciou a partida tentando pressionar a saída de bola dos visitantes. Assim, aos quatro minutos, Felipe recebeu bola recuada e precisou driblar Romarinho no sufoco para afastar. Ao apostar em uma formação mais defensiva, o Flamengo recorreu às faltas para frear os avanços dos donos da casa.

Diante de um sistema defensivo atento, Emerson abriu na direita para Edenílson, que cruzou na primeira trave, de onde Alessandro apareceu para cabecear, ao lado da meta. Na primeira resposta do clube rubro-negro, aos 17, Renato Abreu arriscou da intermediária e assustou Cássio, pois a bola passou perto da trave.

Com pouca criatividade no meio-campo e sentindo a falta de Danilo, lesionado, o Corinthians teve de buscar alternativas na bola parada. Douglas bateu falta na primeira trave e viu a defesa tirar. Pouco depois, o time da  casa chegou com sua melhor oportunidade na etapa inicial. Douglas cobrou escanteio para a entrada da pequena área, onde Paulo André subiu livre para cabecear. A bola quicou no gramado e subiu em direção ao gol, mas Felipe se esticou para espalmar.

O Flamengo deixou clara sua intenção de aguardar apenas momentos de pouco risco para se aventurar na frente. Único atacante rubro-negro de ofício escalado no início do confronto, Vagner Love tentou passar para Léo Moura na área e viu a defesa tirar no meio do caminho. Mas o rebote sobrou para Ibson, que carimbou a marcação.

Emerson Sheik tenta passar pela marcação de Renato
Gazeta Press
Emerson Sheik tenta passar pela marcação de Renato

Ao se deparar com a pouca inspiração dos donos da casa, o Flamengo abriu a contagem, aos 29 minutos. Ibson cobrou falta de longe, nas costas da defesa corintiana, e Renato Santos chegou para emendar de primeira com o pé direito, sem dar chance a Cássio. Os corintianos reclamaram bastante da posição do zagueiro, que se aproveitou de lance duvidoso.

Animado com a vantagem, Ibson tentou fazer um gol-olímpico e obrigou Cássio a trabalhar. Já no fim da etapa, o Corinthians lutou em busca do empate. A defesa do Flamengo afastou errado na entrada da área e deixou de presente para Wallace, que arrematou para fora. No lance seguinte, em falta da meia-direita, Douglas cobrou por cima da barreira e viu Felipe salvar o Flamengo com uma ótima defesa.

As equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo e, na primeira oportunidade depois do intervalo, Edenílson fez jogada individual pela direita, invadiu a área e caiu, pedindo pênalti, mas o árbitro considerou o lance normal. Instantes depois, Emerson não conseguiu alcançar cobrança de escanteio.

A postura da equipe alvinegra no início do segundo tempo já deixava a Fiel torcida impaciente. Tite até chamou Giovanni para conversar, na intenção de colocá-lo em campo. Mas, antes da substituição, o Corinthians acordou e empatou, aos 15. Aproveitando saída errada de bola dos visitantes, Fábio Santos avançou pela esquerda e cruzou na pequena área para Edenílson, que deu um carrinho para estufar as redes.

Com o gol, o treinador desistiu de colocar o jovem meia-atacante na partida. Aos 21, o Corinthians quase virou. Fábio Santos apareceu pela direita, tabelou na entrada da área e saiu de frente para Felipe. O chute cruzado tinha destino certo, mas o goleiro espalmou com as pontas dos dedos.

Ao perceber que sua equipe ficou abalada com o gol, Dorival Júnior fez duas mudanças. Ibson e Léo Moura foram substituídos por Wellington Bruno e Adryan. No entanto, as alterações não foram suficientes para evitar a virada. Aos 29, Douglas cobrou escanteio e Paulo André cabeceou da pequena área para balançar as redes.

Na jogada seguinte, Wellington Bruno mandou no travessão, mas o árbitro assinalou impedimento na jogada. Com a vantagem, a Fiel começou a pedir a entrada de Zizao, que ficou como opção no banco pela terceira vez desde que chegou ao clube. Mas Tite não se sensibilizou e promoveu a estreia de outro jogador, Chiquinho, que entrou no lugar de Romarinho.

Outra substituição foi Guilherme Andrade no posto de Guilherme. Já no Flamengo, Amaral saiu para ceder lugar a Liedson. Em um rápido contragolpe, Emerson chegou com liberdade pela esquerda e chutou perto da trave. Aos 41, Cleber Santana fez o gol, mas foi flagrado em impedimento. Nos minutos finais, até Anderson Polga fez sua estreia, no lugar de Douglas, e Zizao terá de aguardar por mais tempo. Aos 44, Emerson Sheik recebeu livre na área, em contragolpe, e mandou para as redes. Nos acréscimos, Liedson diminuiu, mas não havia tempo para mais nada.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 2 FLAMENGO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 10 de outubro de 2012 (Quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Fabrício Correa (RS)
Assistentes: Tatiana de Freitas (Fifa-RS) e Marcelo Barison (RS)
Cartões amarelos: Fábio Santos, Emerson (Corinthians). Amaral, Welinton e Renato Abreu (Flamengo)
Público: 25.395 pagantes
Renda: R$ 756.968,96
GOLS: CORINTHIANS: Edenílson, aos 15, e Paulo André, aos 29, e Emerson, aos 44 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Renato Santos, aos 29 minutos do primeiro tempo. Liedson, aos 46 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme (Guilherme Andrade), Edenílson e Douglas (Anderson Polga); Romarinho (Chiquinho) e Emerson
Técnico: Tite

FLAMENGO: Felipe, Wellington Silva, Renato Santos, Welinton e Magal; Amaral (Liedson), Renato Abreu, Ibson (Wellington Bruno), Leonardo Moura (Adryan) e Cleber Santana; Vagner Love
Técnico: Dorival Júnior

* com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas