Tamanho do texto

Time paulista bateu mineiros por 2 a 0 e segue com esperança de escapar da queda para a terceira divisão. Derrota complica de vez o adversário

Lance de Barueri e Ipatinga, pela Série B
Futura Press
Lance de Barueri e Ipatinga, pela Série B

Barueri e Ipatinga entraram em campo nesta terça-feira, na Arena Barueri, para fazer o duelo dos desesperados na Série B do Brasileiro, que terminou melhor para os paulistas. A Abelha foi mais eficiente em um jogo tecnicamente fraco, e venceu o Tigre por 2 a 0, deixando a lanterna isolada para o time mineiro. Os gols do jogo foram anotados por Magrão e Thiago Elias.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

Com o resultado, o Grêmio-SP chega aos 21 pontos, mas segue em situação extremamente delicada na luta para escapar do rebaixamento. Com o revés, o Ipatinga fica estacionado na lanterna com 18 pontos, e apresenta remotas chances de permanecer na Série B, dependendo de vários resultados e de uma arrancada totalmente improvável.

Na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, o Ipatinga vai receber o Joinville no Ipatingão, em partida marcada para a próxima terça-feira. Já o Grêmio-SP enfrenta no mesmo dia o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

O jogo
Mesmo atuando fora de casa o Ipatinga iniciou a partida com mais posse de bola, porém, com pouca objetividade. O time de Barueri adotou uma postura cautelosa, marcando atrás da linha de bola, de forma bastante compactada, impedindo qualquer chance de gol em favor dos mineiros. A alternativa deixou a Abelha estéril ofensivamente, arriscando apenas nos contra-ataques.

Com este cenário, o duelo entre os dois últimos colocados da Série B, apresentou poucas emoções, deixando o público que compareceu em pequeno número na Arena Barueri sonolento na maior parte do jogo. Apesar de Ipatinga e Grêmio-SP precisarem da vitória desesperadamente, dentro de campo, foi o Tigre que procurou com mais afinco chegar ao gol, mas esbarrou na falta de qualidade técnica.

Leia ainda: São Caetano segura empate com Joinville fora de casa

Insatisfeito com o rendimento do time da casa, o técnico Roberto Cavalo procurou orientar seus comandados a beira do campo, pedindo maior iniciativa ofensiva. A bronca do treinador fez o Grêmio-SP melhorar na partida, mas o Tigre continuou tentando chegar o gol com mais perigo, principalmente nas jogadas áreas e arremates de longa distância.

A primeira chance do Grêmio-SP só surgiu aos 31, com uma cabeçada de Magrão, que passou sobre o travessão do goleiro Helton Leite. Aos 37, veio o castigo para o Tigre, que era melhor no jogo, mas falhou na marcação e permitiu que o atacante Magrão desviasse cruzamento da direita, abrindo o placar em Barueri.

A vantagem nos primeiros 45 minutos deu mais confiança para os donos da casa, que voltaram do intervalo com uma postura diferente, segurando bem os ataques do quadricolor e agredindo mais o time mineiro. Com pouca criatividade no meio-campo, o Ipatinga encontrou muitas dificuldades para criar algo diferente que justificasse um empate.

Aos 14, depois de muita briga pela bola dentro da área do goleiro Rafael, Rogélio Ávila conseguiu rolar com açúcar para o atacante Léo, que fuzilou a meta da Abelha, mas errou o alvo, desperdiçando uma das chances mais claras do Ipatinga. A resposta veio aos 17, com cabeçada de Magrão, que obrigou Helton Leite a se esticar todo para mandar para escanteio.

Precisando da vitória, o Ipatinga se mandou desesperadamente para o ataque após os 30 minutos, inclusive, com os atletas de defesa, como o zagueiro Eron, que mandou um petardo da entrada da área, que assustou o goleiro Rafael. Com espaços para matar o jogo, o time de Barueri ampliou o marcador com Thiago Elias, que limpou o zagueiro Eron e mandou no canto esquerdo de Helton Leite, dando números finais para a partida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.