Tamanho do texto

Com a derrota, os paulistas seguem em situação complicada e não conseguem sair do grupo dos quatro últimos colocados

Precisando da vitória para se afastar ainda mais da zona de rebaixamento da série B do Campeonato Brasileiro, o ASA-AL fez a lição de casa na noite desta terça-feira e derrotou o Guaratinguetá pelo placar de 3 a 1, em partida realizado no estádio Coaracy Fonseca, em Arapiraca (AL).

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Os gols da vitória do ASA foram marcados por Chiquinho Baiano, aos 42 minutos do primeiro tempo, Didira, aos três minutos da etapa final e novamente Chiquinho Baiano, que fechou a contagem aos 50 minutos. Igor fez o único gol do Guaratinguetá, aos 39 minutos do segundo tempo.

Com o triunfo obtido diante de sua torcida, a equipe alagoana chega aos 37 pontos conquistados na competição, com campanha de 11 vitórias, quatro empates e 11 derrotas e abre 12 pontos de folga em relação ao Guaratinguetá, primeiro dentro da zona da degola, com 25 pontos (sete vitórias, quatro empates e 18 derrotas). Os paulistas seguem em situação complicada e não conseguem sair do grupo dos quatro últimos colocados.

Confira a classificação da Série B

O ASA volta a campo na próxima terça-feira, às 19h30, para enfrentar o líder Vitória, fora de casa, no estádio Barradão. No mesmo dia, às 21h50, o Guaratinguetá tenta a reabilitação em casa, contra o América-MG.

O jogo

A primeira chance efetiva do jogo foi dos donos da casa, aos cinco minutos de partida. Em cobrança de falta ensaiada, Lucas rolou para Didira, que mandou um forte chute em direção ao gol e acertou a trave de Saulo. A defesa do Guaratinguetá afastou na sequência.

Após o primeiro lance de perigo, o ASA seguiu provando por que era considerado favorito na partida. Aos 15, Didira fez boa tabela com Lúcio Maranhão e finalizou da entrada da área, mas o goleiro visitante fez boa intervenção.

Os donos da casa não davam chance para o Guaratinguetá respirarem. Lúcio Maranhão apareceu novamente aos 22, mas em vez de bater para o gol, tentou rolar para Alexsandro, errou o passe e desperdiçou a oportunidade de ataque.

O Guará seguia sem criar oportunidade no jogo e viu o goleiro Saulo aparecer novamente aos 30 minutos, salvando finalização de Lúcio Maranhão.

O arqueiro do time paulista ainda fez mais uma boa intervenção aos 39 minutos, evitando que Lúcio Maranhão o driblasse, mas três minutos mais tarde, nem mesmo Saulo foi capaz de impedir o gol do ASA. Em cobrança de falta de longe, Didira rolou e Chiquinho Baiano mandou uma bomba para o gol, sem qualquer chance para defesa para o arqueiro do Guará: 1 a 0. A partida foi para o intervalo com vantagem mínima da equipe de Arapiraca.

Na volta dos vestiários, o técnico Carlos Octavio promoveu uma substituição no Guaratinguetá, sacando o meia Carlos Magno e colocando o atacante João Paulo. Mas a intenção de deixar a equipe mais ofensiva ficou só na teoria.

Logo aos três minutos, o ASA que ampliou a vantagem. Após cruzamento, Lúcio Maranhão trombou com a zaga do Guará e a bola sobrou limpa para Didira, que mandou chute no ângulo, sem condições para Saulo defender: 2 a 0. Comemoração de Didira foi inusitada, abraçando o gandula.

Aos 20 minutos, foi a vez de o Guaratinguetá criar a primeira boa oportunidade de gol. Após cobrança rápida de escanteio, Leandrinho mandou forte finalização para o gol, mas Gilson fez uma excelente defesa e Edson Veneno afastou o perigo.

Apesar da evidente superioridade dos donos da casa no confronto, o Guaratinguetá ainda conseguiu diminuir aos 39 minutos. Após cobrança de falta de Lenílson, que mandou bola para a área, a bola sobrou livre para Igor mandar para as redes: 2 a 1.

Quando o time do interior de São Paulo sonhava com o empate, o ASA armou ataque com Lúcio Maranhão, que entrou na área e foi derrubado pelo goleiro Saulo. Pênalti para os alagoanos. Chiquinho Baiano bateu e converteu, garantindo o triunfo do ASA.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas