Tamanho do texto

Lateral palmeirense vai substituirá o titular Juninho, contundido, no duelo decisivo diante do Coritiba, nesta quinta

Leandro não entra em campo desde o fim do ano passado, quando não renovou seu contrato com o Atlético-MG. Há mais de um mês no Palmeiras , o lateral esquerdo, enfim, deve ser escalado pela primeira vez nesta segunda passagem pelo clube devido ao estiramento na coxa direita de Juninho que pode afastá-lo dos jogos por até duas semanas. E o seu substituto promete ser "malandro" para superar sua falta de ritmo.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Leandro faz a sua segunda passagem no Palestra e vai estrear contra o Coritiba
Francisco De Laurentiis
Leandro faz a sua segunda passagem no Palestra e vai estrear contra o Coritiba

"A dificuldade vai existir. Mas dentro de campo é conversa, diálogo e malandragem também", afirmou o atleta de 33 anos. "Neste momento, vamos ter que usar a malandragem. Estou há algum tempo sem jogar, mas venho trabalhando forte para conseguir ir bem quando aparecer a chance. Se for agora, estarei preparado. Meu ritmo de jogo não é o ideal, mas tenho que usar a malandragem e minha experiência para conseguir me superar."

Leia mais:  Torcedores do Palmeiras criam site para exigir volta de Alex ao clube

Por conta da lesão de Juninho, Leandro deve ser titular, ao menos, diante do Coritiba, nesta quinta-feira, em Araraquara, do Náutico, no domingo, no Recife, e do Bahia, no dia 17, em Salvador. E o camisa 33 já poderia ter enfrentado o Millonarios, da Colômbia, na terça-feira passada, como desejava a comissão técnica, mas a diretoria não o inscreveu na Copa Sul-americana.

De qualquer forma, o já veterano pede ajuda para seu primeiro jogo no ano. "Não adianta, não tem jeito: você tem que ter ajuda e ajudar seus companheiros. Isso nunca vai mudar no futebol, ainda mais com um jogador que há muito tempo não joga", discursou o lateral.

"É muito tempo sem jogar, mas treino no limite para estar preparado quando a oportunidade aparecer. O problema é ritmo de jogo, mas ritmo você só pega jogando, não tem jeito. Uma hora ou outra, tenho que jogar", prosseguiu o lateral, assegurando empenho em prol do Verdão. "Meu objetivo é entrar em campo e buscar a vitória com meus companheiros. O futebol é coletivo. Não posso só pensar em mim, tenho que pensar em meus companheiros."

E é pensando no coletivo que Leandro deseja auxiliar em um confronto decisivo nesta quinta-feira, já que o Coritiba é o primeiro clube a aparecer fora da zona de rebaixamento e está a seis pontos do Palmeiras, antepenúltimo colocado do Campeonato Brasileiro a dez rodadas do final da competição.

"Infelizmente aconteceu essa contusão do Juninho. Ficamos tristes, chateados, mas faz parte do futebol. A oportunidade está aparecendo. Se o professor precisar e quiser me utilizar, estou pronto para ajudar meus companheiros da melhor maneira possível a sair dessa situação incômoda. Vamos que vamos porque é jogo difícil, uma decisão para nós", discursou.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.