Tamanho do texto

Técnico santista afirmou que o atacante de sua equipe mudou o seu comportamento e vem caindo menos nas partidas

Muricy Ramalho pediu para os árbitros serem mais rígidos com a caça a Neymar
Divulgação
Muricy Ramalho pediu para os árbitros serem mais rígidos com a caça a Neymar

Muricy Ramalho se rendeu aos críticos de Neymar. O técnico do Santos passou a doutrinar o atacante, acusado por rivais nacionais e estrangeiros de simular muitas faltas, a não cair facilmente diante de defensores mais viris. Por outro lado, ele quer que os árbitros percebam a mudança de comportamento e sejam rígidos na punição dos marcadores do maior destaque do Santos e da seleção brasileira.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Não gosto de reclamar de arbitragem, de transferir derrotas para pessoas. Mas estamos falando do Neymar, do melhor do país, daquele que pode fazer a diferença em 2014. É o nosso diferente. Não entra na minha cabeça o que estão fazendo com ele. Se ele sempre tivesse ficado em pé nas divididas, já teria parado de jogar por causa de tanta porrada", argumentou Muricy, nesta segunda-feira, antes de dar um exemplo do problema.

Leia mais:  Santos volta atrás e remarca duelo com o Atlético-MG para a Vila Belmiro

"Contra o Grêmio, o Neymar veio tomando pancadas desde o meio-campo, e o árbitro não apitou falta. Era para ele ter caído, então? Ele está ficando em pé, como todo mundo pede, mas a arbitragem não marca a falta. Já cansou essa onda de falar que o menino é cai-cai. Ele está muito em pé. E agora?", questionou.Emburrado como de costume em sua defesa a Neymar, Muricy chegou até a citar a sua época de jogador para discursar em prol da integridade física do atacante. "Joguei um pouquinho. É claro que tinha 10% da habilidade do Neymar, mas também fui um jogador leve. E não tinha jeito: a pancada vinha de todos os lados", recordou. "Como os árbitros estão pegando no pé do Neymar, quem gosta dele tem orientado a ficar em pé. Ele está fazendo isso, às vezes até correndo perigo. Vamos coibir a violência agora", reforçou.

O técnico do Santos ainda abordou outro dilema associado a Neymar. "Alguns acham que ele deve ir para um clube europeu para crescer como jogador", reprovou. "Mas a dúvida é se ele vai conseguir jogar lá. Eles têm esquemas mais rígidos, umas manias. Queremos o Neymar embalado para 2014 e, de repente, ele para de jogar lá fora? Robinho e Kaká já tiveram problemas desse tipo. Depois da Copa, sim, acho importante o Neymar se transferir e ganhar essa experiência no exterior", concluiu Muricy Ramalho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.