Tamanho do texto

"Hoje não dá para jogar apenas como pivô", disse o treinador do Santos sobre seu camisa 9

Principal esperança de gol no Santos quando Neymar não está em campo, o centroavante André precisa melhorar. Essa é a avaliação feita pelo técnico da equipe, Muricy Ramalho, que criticou as recentes atuações do camisa 9. Para o treinador, André precisa ter movimentação melhor dentro de campo, dando mais opções para os seus companheiros de time.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

André, atacante do Santos
Futura Press
André, atacante do Santos

"Falta um pouco mais de força lá na frente e ele sabe disso. O André precisa ser mais rápido na movimentação, Hoje não dá para jogar apenas como pivô. O jogo (empate contra o Internacional, no último sábado) exigia bastante isso", disse Muricy, que sacou André no começo do segundo tempo do duelo com o Colorado, para a entrada do meia-atacante argentino Patito Rodríguez.

E MAIS: Miralles lamenta chances perdidas, mas pede sequência no time

Mesmo com André tendo sido contratado há dois meses, o comandante alvinegro ainda vê o centroavante longe de sua melhor forma. Muricy Ramalho acredita que o período no qual o camisa 9 ficou na reserva do Atlético-MG, antes de acertar o seu retorno para a Vila Belmiro, por empréstimo, tem atrapalhado o seu rendimento.

CONFIRA: Neymar retribui elogios de Ibra e diz: "Seria um sonho jogar com ele"

"O tempo em que ele ficou parado no Atlético-MG foi complicado. Ele tem de apresentar um pouco mais para as partidas, que exigem bastante do jogador. Ele tem que prender mais essa bola na frente. É preciso melhorar bastante nesse sentido", concluiu.

Apesar das críticas do técnico, André é o vice-artilheiro do Santos no Brasileirão, com seis gols marcados. Neymar, com oito tentos anotados, é o principal goleador do Peixe no campeonato nacional.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.