Tamanho do texto

Neymar, suspenso, e Leandro Damião, lesionado, foram desfalques neste sábado. Bernardo, pelo lado santista, e Cassiano, para a equipe colorada, deram números ao placar

Santos e Internacional empataram em 1 a 1 na tarde deste sábado, na Vila Belmiro. A partida foi marcada pela ausência dos craques Neymar, suspenso, e Leandro Damião, lesionado. Coube a Bernardo, pelo lado santista, e Cassiano, para a equipe colorada, darem números ao placar.

O resultado mantém o Santos longe da briga por uma vaga na Libertadores do ano que vem. O clube é o 14º colocado com 35 pontos. Já o Inter, na sexta posição com 42, vê sua distância para o pelotão da frente aumentar. O Vasco, último time classificado para a competição continental, tem 50 pontos.

Na próxima rodada, a equipe da Vila Belmiro visita o Botafogo na quarta-feira. Já os gaúchos recebem o Atlético-MG, também na quarta.

O jogo
Jogando em casa, o Santos começou a partida mais ofensivo. Aos 7 minutos, o meia Felipe Anderson fez bom lance individual, driblando Kleber e soltando a bomba, para defesa parcial de Muriel. No rebote, a arbitragem parou a jogada, devido ao impedimento do centroavante André.

A resposta do Inter chegou um minuto depois. O lateral Nei levantou para a área, Rafael Moura tocou de cabeça e o uruguaio Forlán não conseguiu alcançar a bola, que passou em frente ao gol de Rafael, saindo pela linha de fundo.

Ainda acredita em uma vaga santista na Libertadores? Opíne

O Santos teve mais uma boa oportunidade de gol aos dez. O argentino Miralles recebeu livre pela direita, mas dentro de grande área, bateu fraco e facilitou a defesa de Muriel.

Porém, aos 15, os santistas finalmente chegaram ao gol. Após bela trama do seu ataque, que começou com Felipe Anderson e teve as participações de André e Miralles, a bola sobrou para Bernardo chutar na saída de Muriel. A bola ainda desviou no arqueiro colorado, mas foi para o fundo das redes: 1 a 0.

Rafael Moura e Durval disputam bola dentro na área na Vila Belmiro
Gazeta Press
Rafael Moura e Durval disputam bola dentro na área na Vila Belmiro

O time da Vila Belmiro quase ampliou três minutos depois. Miralles foi lançado novamente, desta vez pelo lado esquerdo, só que o argentino chutou fraco outra vez, para a defesa de Muriel.

Melhor em campo, os donos da casa estiveram perto de aumentar a vantagem com Durval. Aos 22, Bernardo cobrou falta pela esquerda e o zagueiro cabeceou forte, para mais uma boa intervenção do goleiro do Inter.

Após ver os santistas dominarem praticamente todo o primeiro tempo, o Inter reagiu e esteve perto de chegar ao empate, antes do intervalo. Aos 41, Forlán cruzou, a bola passou por toda a área, sem que ninguém a alcançasse, e sobrou para a finalização de Ygor. O chute do volante da equipe gaúcha acertou a trave direita de Rafael.

Três minutos após, Forlán apareceu novamente pelo lado esquerdo e fez o levantamento para a chegada de Fred, que concluiu fraco, com a bola a bola parando nas mãos de Rafael.

Se o Internacional cresceu de produção nos minutos finais da etapa inicial, na volta para o segundo tempo, com a entrada de Cassiano no lugar de Fred, os gaúchos dominaram completamente o jogo.

Tanto que, aos seis minutos, Kleber acionou o argentino Dátolo, que cruzou para Cassiano completar de cabeça para o gol vazio, empatando o confronto.

Aos nove, de novo com a dupla Dátolo e Cassiano, o Inter quase conseguiu a virada. No entanto, o jovem meia do time gaúcho chutou por cima do gol a bola que recebeu do meio-campista argentino.

Com o adversário melhor na partida, o técnico santista, Muricy Ramalho, resolveu mexer na sua equipe. Aos 18, André, que vinha sendo pouco acionado em campo, deu lugar ao argentino Patito Rodríguez. Minutos depois, foi a vez de Miralles sair para a entrada do centroavante Bill.

No Internacional, aos 30, Fernandão também recorreu ao seu banco de reservas, em busca da vitória. Na lateral esquerda, Kleber saiu para a entrada de Fabrício, enquanto Dátolo foi substituído por Otavinho, no meio-campo.

Nos minutos finais, Muricy ainda colocou João Pedro no lugar de Bernardo, mas o Peixe não teve forças para oferecer perigo ao gol de Muriel. A melhor chance aconteceu no último minuto, quando João Pedro isolou uma bola da entrada da área, sem marcação, desperdiçando a oportunidade de dar a vitória a sua equipe.

*com Gazeta Esportiva

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 1 INTERNACIONAL

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 6 de outubro de 2012, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (Fifa-RJ)
Assistentes: Janette Mara Arcanjo (Fifa-MG) e Luiz Antonio Muniz de Oliveira (RJ)

Renda: R$ 84.262,00
Público: 9.965 pagantes

Cartão amarelo: Rodrigo Moledo (Internacional)

Gols:
SANTOS: Bernardo, aos 15 minutos do primeiro tempo
INTERNACIONAL: Cassiano, aos 6 minutos do segundo tempo

SANTOS: Rafael; Éwerthon Páscoa, Bruno Rodrigo, Durval e Gérson Magrão; Henrique, Arouca, Felipe Anderson e Bernardo (João Pedro); Miralles (Bill) e André (Patito Rodríguez)
Técnico: Muricy Ramalho

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Jackson e Kleber (Fabrício); Ygor, Guiñazu, Fred (Cassiano) e Dátolo (Otavinho); Forlán e Rafael Moura
Técnico: Fernandão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas