Tamanho do texto

Time do Morumbi vence rival por 3 a 0 em partida marcada por golaço de Denílson e grande atuação do goleiro Bruno, que evitou placar mais elástico

Luis Fabiano comemora primeiro gol do São Paulo no clássico
Gazeta Press
Luis Fabiano comemora primeiro gol do São Paulo no clássico

O São Paulo venceu o Palmeiras por 3 a 0 na tarde deste sábado, ampliou seu tabu e freou a reação do rival no Brasileirão. Os são-paulinos não perdem para os palmeirenses no Morumbi desde 2002. Agora são 19 partidas, com 12 vitórias tricolores e sete empates.

O duelo foi marcado pela boa atuação do atacante Luis Fabiano, autor de dois gols. O outro tento foi uma pintura do volante Denílson, que, quase do meio de campo, acertou uma bomba no ângulo esquerdo de Bruno. O goleiro palmeirense foi outro que teve atuação destacada e evitou um placar ainda mais elástico.

O São Paulo consegue uma vaga na Libertadores? O Palmeiras cai? Opine

Luis Fabiano completa rebote de chute de Lucas e abre o placar para o São Paulo
Vipcomm
Luis Fabiano completa rebote de chute de Lucas e abre o placar para o São Paulo

A derrota interrompe série de duas vitórias consecutivas do Palmeiras na competição. O time do Palestra Itália segue na 18ª colocação com 26 pontos e fica agora a seis do Coritiba, primeira equipe fora da zona do rebaixamento. Os clubes se enfrentam na próxima quinta-feira.

Já os são-paulinos continuam na luta por um lugar no G4. Com 46 pontos, o time do Morumbi ainda é o quinto colocado, mas quatro pontos o separam do Vasco, que ocupa a quarta posição. As equipes também ficarão frente a frente na próxima rodada, na quarta-feira.

O jogo
O São Paulo foi soberano durante todo o primeiro tempo. A primeira chance surgiu logo aos 3 minutos de jogo. Denílson arriscou de longe e o goleiro Bruno espalmou para o meio da área. No rebote, Paulo Miranda chutou e o camisa 1 palmeirense fez outra boa defesa.

A pressão do time do Morumbi se manteve, mas Bruno seguiu salvando o Palmeiras em pelo menos mais três chances são-paulinas, todas com Luís Fabiano. O primeiro lance de ataque palmeirense surgiu somente com 18 minutos, quando Barcos recebeu na entrada da área e chutou à direita do gol, sem perigo para Rogério Ceni.

A insistência do São Paulo deu resultado aos 35 minutos. Lucas recebeu lançamento de Jadson, entortou o volante Márcio Araujo e chutou. Bruno fez mais uma boa defesa, mas a bola bateu na trave e voltou nos pés de Luís Fabiano, que apenas empurrou para o gol aberto e abrir o placar.

A vantagem aumentou sete minutos mais tarde. O São Paulo armou rápido contra-ataque após cobrança de falta de Marcos Assunção. Na sobra, a bola caiu nos pés de Denílson, que, quase do meio de campo, acertou lindo chute no ângulo esquerdo de Bruno: 2 a 0.

O técnico Gilson Kleina tentou mudar a situação e colocou Luan no lugar de Daniel Carvalho no intervalo da partida. O plano foi por água abaixo aos 8 minutos, quando o lateral direito Artur foi expulso por falta em Osvaldo.

A partir daí, o que já vinha sendo um jogo de um time só, se tornou um “treino” de ataque contra defesa. Aos 24 minutos, Paulo Miranda lançou bem para Luis Fabiano, que, de primeira, fuzilou Bruno e ampliou para o São Paulo.

Com os três pontos assegurados, a equipe do Morumbi apenas fez o tempo passar no restante da partida, para delírio dos quase 35 mil torcedores que foram ao estádio.

FICHA TÉCNICA -  SÃO PAULO 3 X 0 PALMEIRAS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 6 de outubro de 2012, sábado
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Van Gasse (ambos Fifa-SP)
Assistentes adicionais: Flavio Rodrigues Guerra e Rodrigo Guarizo do Amaral (ambos de SP)
Cartões amarelos: Wellington, Lucas (São Paulo); Artur, Román, Henrique (Palmeiras)
Cartão vermelho: Artur (Palmeiras)

Gols: SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos 35 minutos do primeiro tempo e aos 24 minutos do segundo tempo, e Denilson, aos 42 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Edson Silva, Rafael Toloi e Cortez; Wellington (Maicon), Denilson e Jadson (Douglas); Lucas, Osvaldo e Luis Fabiano (Willian José)
Técnico: Ney Franco

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Mauricio Ramos, Román e Juninho (Correa); Henrique, Márcio Araújo (Luan), Marcos Assunção, Daniel Carvalho (Tiago Real) e Valdivia; Barcos
Técnico: Gilson Kleina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas