Tamanho do texto

Lateral do Corinthians não acredita que a faixa exibida pelos torcedores do Náutico na última rodada do Brasileirão cause algum tipo de interferência no jogo

Fábio Santos, lateral do Corinthians
Gazeta Press
Fábio Santos, lateral do Corinthians

Os jogadores do Corinthians não estão preocupados com a pressão que a torcida do Náutico possa fazer contra a arbitragem na partida deste sábado, no estádio dos Aflitos. O lateral esquerdo Fábio Santos sabe que Leandro Vuaden foi bastante cobrado pelos torcedores do time rival na última rodada do Brasileirão , mas não crê em interferência no jogo deste fim de semana.

O Corinthians tem motivos para temer a arbitragem nos Aflitos? Comente

"Para jogador, não muda muito. É óbvio que alguns juízes são caseiros, mas não acredito que uma faixa ou outra vá influenciar na decisão. Todo time tem lance para reclamar. Infelizmente, a arbitragem não passa por um bom momento. Mas estamos tentando ajudar durante o jogo, sem simular, para o nível subir um pouquinho", afirmou.

A partida passada do Náutico gerou polêmica porque Vuaden se recusou a apitar o início do confronto contra o Atlético-GO enquanto não fosse retirada da arquibancada do estádio dos Aflitos uma faixa com a seguinte mensagem: "Não irão nos derrubar no apito".

E mais:  Fábio Santos nega ter levado bronca de Tite, mas elogia nova postura

O protesto foi feito justamente depois de o Náutico ter se sentido prejudicado pela arbitragem na rodada anterior, na derrota para o Fluminense. Já no fim de semana passado, quem saiu reclamado dos Aflitos foi o Atlético-GO, que contestou um pênalti assinalado para os donos da casa.

Neste sábado, será a vez de o Corinthians jogar na capital pernambucana, e Fábio Santos tem esperança de um jogo sem polêmicas. "Não acredito em problema e torço para o juiz fazer um bom jogo, assim como as duas equipes".

O árbitro do jogo entre Náutico e Corinthians será Heber Roberto Lopes, com os assistentes Fabrício Vilarinho da Silva e Bruno Boschilia.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.