Tamanho do texto

Enquanto Palmeiras luta para escapar da zona do rebaixamento, clube do Morumbi briga por vaga na Libertadores de 2013

Valdivia, meia do Palmeiras
Gazeta Press
Valdivia, meia do Palmeiras

A próxima etapa da luta do Palmeiras contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro será diante de um rival paulista. No sábado, a equipe vai ao Morumbi medir forças com o São Paulo , que chega para o clássico na condição de favorito. Pelo menos, é o que pensa o meia palmeirense Valdivia.

"Eles estão melhores, são os favoritos para ganhar o clássico", declarou o chileno. "O Morumbi é um campo grande e o São Paulo sabe se espalhar lá. Quem não é acostumado, sente dificuldade. E eles estão lá em cima na tabela enquanto estamos brigando para sair da zona de rebaixamento", lembrou.

Quem leva a melhor no clássico paulista? Deixe seu palpite

A briga do São Paulo é, de fato, na ponta oposta da tabela. Em quinto lugar do Brasileirão, o time comandado por Ney Franco luta por vaga na Libertadores. O Palmeiras, por sua vez, é o 18º, mas pode até sair da faixa de descenso caso vença o clássico e conte com tropeços de Sport e Coritiba nesta quinta-feira.

Apesar de toda essa diferença, Valdivia não se sente antecipadamente derrotado. "Nada disso significa que eles já ganharam o jogo. O clássico é de momento, é do dia. A diferença nossa para eles é só na tabela, porque a vontade de ganhar acho que está igual. E estamos em uma sequência boa, ganhando e jogando bem", apontou.

Leia também: Sem cogitar rebaixamento, Valdivia garante que fica no Palmeiras em 2013

Desde a chegada de Gilson Kleina, o Palmeiras acumulou três vitórias, duas delas pelo Brasileirão. A ordem para evitar a queda para a segunda divisão é considerar a possibilidade de vencer qualquer uma das 11 partidas restantes, independentemente de local ou adversário.

"Por mais difícil que o jogo seja, não podemos entrar em campo pensando que vamos perder. Ninguém pensa assim. E nem dá para pensar. O momento é de ganhar todas para sairmos logo dessa situação", declarou Valdivia.

E mais:  Sem se sentir ídolo, Valdivia abre mão até da camisa 10 para jogar com Alex

"Na nossa cabeça está ganhar do São Paulo e o máximo de jogos para ficar em uma situação mais tranquila. Não temos mais espaço para ficar cometendo erros, continuar perdendo. Nosso momento não é de pensar em ganhar dois, três jogos e perder um. Para nós, temos que ganhar todos para sair dessa", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.