Tamanho do texto

Queda de energia no estádio Centenário e cancelamento de clássico teve repercussão internacional e comentários críticos

Superclássico das Américas, Argentina x Brasil, teve o jogo de volta adiado por falta de luz elértica
EFE
Superclássico das Américas, Argentina x Brasil, teve o jogo de volta adiado por falta de luz elértica

O cancelamento da partida entre Brasil e Argentina por falta de luz no estádio Centenário, em Resistencia, foi criticado. Em sua versão online, o jornal inglês Daily Mail destacou a falta de energia que suspendeu a decisão do Superclássico das Américas.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

A publicação britânica ressaltou o fato de os atletas ficarem mais de 30 minutos em campo aguardando decisão do árbitro chileno Enrique Osses, que optou por cancelar o confronto. Além disso, o veículo enfatizou a falta de grandes jogadores no embate, com a Argentina tendo o meio-campista Maxi Rodriguez como principal referência.

Leia ainda: Ronaldo se diverte no Twitter com 'micos' de Brasil x Argentina

Já os jornais argentinos Olé e Clarín adotaram postura mais crítica e definiram o cancelamento como "papelão". Outro fator destacado pelas publicações sul-americanas foi o anúncio de que a organização do evento devolverá o dinheiro dos ingressos aos torcedores que compareceram no estádio Centenário.

Já os tradicionais espanhóis Marca e AS também dedicaram espaço para noticiar o incidente em Resistencia. Em todas as notícias, leitores deixaram mensagens críticas a respeito da falta de estrutura do local para receber um jogo de tal porte.

* Com a Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.