Tamanho do texto

Com segunda vitória, espanhóis já disparam na liderança do grupo G da Liga dos Campeões

O Benfica recebeu o Barcelona no Estádio da Luz ciente das dificuldades que teria pela frente e se mostrou aplicado na marcação para evitar as arrancadas de Messi e os passes de Xavi. Sem conseguir brilhar, o time catalão apostou na eficiência e saiu satisfeito com a vitória por 2 a 0, construída com gols de Alexis Sánchez e Cesc Fábregas. A vitória, no entanto, não trouxe alegrias apenas, já que Carles Puyol saiu do gramado com uma grave lesão no braço esquerdo.

Chelsea goleia Nordsjaelland por 4 a 0 com gols de David Luiz e Ramires

Do lado português, reclamações contra a fraca arbitragem do turco Cuneyt Cakir, que deixou de dar o segundo amarelo para o atacante Pedro Rodríguez. Primeiro o jogador do Barça se atirou na grande área e foi punido com amarelo por simulação, e depois cometeu falta dura e passou impune. No fim, Nemanja Matic acertou cotovelada em Dani Alves e também saiu ileso.

Aléxis Sanchez comemora o primeiro gol do Barça na vitória diante do Benfica
AFP
Aléxis Sanchez comemora o primeiro gol do Barça na vitória diante do Benfica

Mesmo jogando mais recuado, o Benfica não abandonou seu estilo de jogo ofensivo e assustou os espanhóis diversas vezes durante a partida. Contando com a derrota do Spartak Moscou horas antes, os portugueses ficam na terceira posição, enquanto o Barcelona dispara na liderança com seis pontos.

Na terceira rodada do grupo G da Liga dos Campeões , o Benfica viaja para Moscou, onde encara o Spartak no estádio Luzhniki, no dia 23 de outubro. Um pouco mais tarde no mesmo dia, o Barcelona recebe os escoceses do Celtic no gramado do Camp Nou.

O jogo

Empurrado pela torcida encarnada, que vaiava a posse de bola do Barça, o time vermelho chegou ao ataque logo aos dois minutos em pancada do ex-corintiano Bruno César, mas logo levou um duro golpe. Jordi Alba cruzou rasteiro e o chileno Alexis Sánchez chegou de carrinho para marcar.

Cinco minutos depois, os portugueses responderam em passe perfeito do argentino Nico Gaitán para Lima. O centroavante brasileiro apareceu em velocidade e obrigou Valdés a fazer ótima defesa. Mais tarde, foi a vez de Arthur salvar em chute cara a cara de Alexis, que ainda perderia outra chance clara de gol.

No final da primeira etapa, Bruno César cobrou falta venenosa na área e Salvio desviou com perigo. Em lance semelhante, Pedro arrancou em velocidade pelo lado direito do ataque, cortou para o meio e a bola passou por Fabregas e Alexis sem entrar na meta de Arthur.

A volta do intervalo não adiantou para Alexis caprichar mais nas finalizações, e o chileno perdeu mais uma grande chance de frente para o gol. O Barça seguiu sem incomodar até os 11 minutos, quando Messi descolou sua primeira arrancada e serviu Fabregas, que confirmou a fase artilheira e mandou uma pancada para vencer Arthur.

Leia também:  Juventus sai atrás com gol brasileiro, mas empata contra o Shakhtar

Depois de falhar em cruzamento de Gaitán, Valdés se redimiu no lance seguinte. Sálvio entortou Carles Puyol na intermediária e soltou uma bomba para o camisa 1 espanhol voar no ângulo e evitar o gol benfiquista. Do outro lado, Messi cabceou no canto esquerdo baixo e Arthur operou um milagre em Lisboa.

Aos 30 minutos da segunda etapa, uma cena chocante na grande área portuguesa. Puyol disputou bola pelo alto e caiu sobre o braço esquerdo. De imediato, jogadores e o árbitro chamara os médicos do Barça e o jogador foi retirado rapidamente de campo para melhor atendimento.

Van Persie decide e Manchester United vence Cluj de virada

A partir daí, a partida esfriou, com o Barça trocando passes despretensiosos no meio de campo e o Benfica assistindo de longe. Sem conseguir reagir, os portugueses trabalharam para evitar um placar mais elástico e os espanhóis ainda tiveram Busquets expulso após agredir Maxi Pereira. Além disso, Messi completou seu terceiro jogo sem marcar gols.

    Leia tudo sobre: lionel messi
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas