Tamanho do texto

De acordo com as memórias do corintiano, o último jogo digno de nota do clube inglês foi a derrota por 4 a 1 na decisão da Supercopa Europeia, contra o Atlético de Madri

De folga do Corinthians desde a última quinta-feira em função da suspensão de seis jogos imposta pelo STJD, o atacante Emerson Sheik aproveita as últimas horas antes de retornar aos trabalhos na cidade de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Sereno, o atacante corintiano faz questão de provocar o Chelsea, relembrando uma entrevista em que o volante Ramires dizia não conversar sobre o Mundial de Clubes com o restante dos companheiros.

Emerson Sheik diz não temer Chelsea, possível rival na final do Mundial de clubes
Divulgação
Emerson Sheik diz não temer Chelsea, possível rival na final do Mundial de clubes

Logo após a conquista da Copa Libertadores pelo Corinthians, Ramires garantiu que ainda não pensava na competição de dezembro, no Japão. "Temos muita coisa para passar antes de pensar no Corinthians. É provável que se tenha o confronto, mas não é garantido", disse, na ocasião.

Acredita no título mundial do Corinthians sobre o Chelsea? Deixe seu comentário

Pouco mais de um mês depois da declaração do brasileiro, titular do clube inglês, Sheik decidiu repercutir as declarações e alfinetar o possível adversário na decisão do Mundial. De acordo com as memórias do corintiano, o último jogo digno de nota do clube foi a derrota por 4 a 1 na decisão da Supercopa Europeia, contra o Atlético de Madri.

"Chelsea. Muito rico, né? São onze contra onze, não tenho medo. O Ramires deu uma entrevista dizendo que o Chelsea não fala do Mundial, pois não estamos nem aí também. O último resultado que eu vi do Chelsea ele perdeu de 4 a 1. (O clube inglês) Não vão encontrar moleza não", ironizou Emerson, em entrevista à Fox Sports .

Corinthians 'belisca' e Fluminense é campeão
Antes do retorno a São Paulo, Emerson falou sobre o bom momento do Corinthians no Campeonato Brasileiro, sem perder há cinco rodadas mesmo tendo em vista o Mundial de dezembro. Surpreendente, o jogador que saiu do Fluminense em crise com a diretoria, em 2010, torce pelo título do clube em que venceu o torneio nacional.

"O Corinthians está pegando os líderes e ainda tem alguns pontinhos para beliscar. Estou torcendo para o Fluminense ser campeão", concluiu o Sheik.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.