Tamanho do texto

Torcida alviverde vai protestar nesta segunda-feira pelo direito de poder votar para escolher o presidente da equipe

Se já há um manifesto marcado com presença de torcedores em frente à Academia de Futebol, uma nova pressão mais forte surgiu para os conselheiros que definirão na noite desta segunda-feira se o Palmeiras adotará eleições diretas. O ministro do Esporte (e torcedor do Palmeiras), Aldo Rebelo, divulgou carta aberta pedindo a mudança estatutária.

Você é a favor das eleições diretas no Palmeiras? Deixe seu comentário!

Rebelo pediu mudanças na política do Palmeiras
Agência Brasil
Rebelo pediu mudanças na política do Palmeiras

"O futebol representa no imaginário mundial tudo o que Brasil tem de bom: alegria, arte, perseverança e integração. E o nosso clube é uma espécie de síntese de todas essas qualidades. Diretas e democracia para que o Palmeiras continue a sua trajetória de glórias e realizações em benefício do futebol brasileiro e do futebol mundial. Palmeiras sempre!", escreveu.

Ainda não será nesta segunda, porém, que a alteração passará a valer. Caso ocorra aprovação do Conselho Deliberativo, o formato será votado pela Assembleia de Sócios em reunião que deve acontecer em novembro. O aval dos conselheiros, porém, é decisivo, já que os sócios dificilmente se recusaram a ter seu voto válido na escolha dos presidentes do clube. E a mudança é fundamental, na visão de Rebelo.

VEJA:  Sob pressão da torcida, Conselho decide sobre "Diretas Já" palmeirense

"Nosso clube foi, desde seu início, o clube dos operários, dos camponeses, dos migrantes, dos trabalhadores, homens e mulheres que construíram ao longo do último século a grandeza de nossa pátria. A trajetória de nosso clube confunde-se com a trajetória recente do Brasil. Não é por acaso que o Palmeiras é o time com mais títulos conquistados no Brasil no século XX e reconhecido pela Fifa como o ‘Campeão do Século’", continuou o ministro.

Torcida do Palmeiras vem fazendo campanha por eleições diretas para escolher presidente do clube
AE
Torcida do Palmeiras vem fazendo campanha por eleições diretas para escolher presidente do clube

Mesmo com a aprovação das eleições diretas, o formato não será usado no próximo pleito, marcado para janeiro de 2013. Por um acordo com o presidente do Conselho Deliberativo, José Ângelo Vergamini, as diretas só poderão ser utilizadas a partir de 2014 - ano que não deve ter eleições no clube, já que os mandatos são de dois anos.

Mesmo assim, Rebelo apela: "A realização das eleições diretas no Palmeiras atende não só ao desejo de seus milhares de sócios e milhões de torcedores em São Paulo, no Brasil e no mundo de participarem de forma mais ativa e intensa da gloriosa trajetória de nosso clube, como representa um passo decisivo no aprofundamento da democracia no futebol brasileiro", definiu.

MAIS:  Rivais ajudam, e Palmeiras pode deixar zona da degola na próxima rodada

A manifestação do político remete à história de 98 anos do clube. "Quando o futebol era praticado apenas pelas elites de São Paulo e do Rio de Janeiro, a fundação de nosso clube por trabalhadores e migrantes, não só italianos, mas também de outras nacionalidades, (...) representou um passo importante para que o futebol se tornasse o grande esporte do povo."  Confira na íntegra a carta aberta de Aldo Rebelo:

Carta aberta aos conselheiros do Palmeiras

Prezados amigos conselheiros da Sociedade Esportiva Palmeiras,

Ao ensejo desta histórica reunião do Conselho Deliberativo da Sociedade Esportiva Palmeiras, agremiação à qual tenho a honra de pertencer como sócio e torcedor apaixonado por toda a vida, dirijo-me aos amigos e conselheiros, que têm a responsabilidade de levar à frente a trajetória de glórias e conquistas de nosso clube, para manifestar meu apoio às eleições diretas para a escolha de seu presidente.

A realização das eleições diretas no Palmeiras atende não só ao desejo de seus milhares de sócios e milhões de torcedores em São Paulo, no Brasil e no mundo de participarem de forma mais ativa e intensa da gloriosa trajetória de nosso clube, como representa um passo decisivo no aprofundamento da democracia no futebol brasileiro.

O Palmeiras, nos seus quase cem anos de vida, ajudou a fazer a grandeza do futebol brasileiro e mundial. A fundação do Palmeiras, em 1914, representou um gesto e uma contribuição decisiva para a democratização do futebol no Brasil. Quando o futebol era praticado apenas pelas elites de São Paulo e do Rio de Janeiro, a fundação de nosso clube por trabalhadores e migrantes, não só italianos, mas também de outras nacionalidades, que acorriam ao Brasil para construir o grande país que somos hoje, representou um passo importante para que o futebol se tornasse o grande esporte do povo.

Nosso clube foi, desde seu início, o clube dos operários, dos camponeses, dos migrantes, dos trabalhadores, homens e mulheres que construíram ao longo do último século a grandeza de nossa pátria. A trajetória de nosso clube confunde-se com a trajetória recente do Brasil. Não é por caso que o Palmeiras é o time com mais títulos conquistados no Brasil no século XX e reconhecido pela FIFA como o "Campeão do Século".

Nos últimos cem anos o Brasil transformou-se num grande País, respeitado e admirado em todo mundo, sobretudo pela capacidade de construir uma sociedade aberta, integrada e democrática, embora marcada por desequilíbrios e desigualdades. O futebol representa no imaginário mundial tudo o que Brasil tem de bom: alegria, arte, perseverança e integração. E o nosso clube é uma espécie de síntese de todas essas qualidades.

No momento em que o Brasil volta a ser o palco da maior festa do futebol e do esporte mundial, a Copa do Mundo, em 2014, e comemoramos o primeiro centenário do clube, o Palmeiras merece um gesto e uma atitude que também são uma homenagem à sua história e a todos os homens e mulheres que desafiando as convenções de sua época lograram construir um verdadeiro time do povo.

As diretas em 2014 celebrarão nosso centenário à altura de nossa tradição, grandeza e destino histórico. As diretas devem ser realizadas em ambiente de respeito, paz e tolerância entre os palmeirenses, pois quem deseja ter opiniões respeitadas deve respeitar as opiniões alheias.

Diretas e democracia para que o Palmeiras continue a sua trajetória de glórias e realizações em benefício do futebol brasileiro e do futebol mundial.

Palmeiras sempre!

Aldo Rebelo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.