Tamanho do texto

Com o triunfo, a equipe catarinense chega aos 47 pontos na segunda divisão do Brasileiro

Os tropeços do Joinville nas últimas rodadas da Série B chegaram a afastar o time do G-4, mas não apagaram o ímpeto da equipe em conquistar o acesso para a elite do futebol nacional. Nesta terça-feira, o meia Adaílton se destacou na Arena Joinville e liderou a tranquila vitória por 3 a 0 de sua equipe sobre o acuado Boa Esporte.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com o triunfo, a equipe catarinense chega aos 47 pontos e se reaproxima das primeiras colocações da Segunda Divisão do Brasileiro. Entretanto, o time precisará aguardar o complemento da rodada para saber em qual posição ficará. Já o clube de Varginha para nos 34 pontos e continua na zona intermediária da tabela de classificação.

O jogo

O domínio exercido dentro da Arena Joinville fez com que os catarinenses pudessem manter as rédeas da partida no primeiro tempo de jogo. Apesar de o primeiro ataque da equipe ser anulado pelo bandeira, aos oito minutos, o clube continuou pressionando e apertou o goleiro Wilson aos 17. O ataque quase tomou a bola após reposição errada e obrigou Robert a livrar o perigo com um chutão.

Sem grandes investidas no decorrer da partida, o JEC permaneceu à frente e só foi assustar Wilson aos 35. Desta vez, Lima foi acionado no ataque e ficou cara a cara com o goleiro. O jogador teve calma para escolher o lado do gol, mas não caprichou o suficiente na finalização e tocou para fora.

A sina do Boa Esporte no confronto se tornou ainda pior com dois eventos distintos no fim do primeiro tempo. Quando o marcador apontava 42 minutos, Vagner fintou o goleiro adversário e conseguiu chutar para fora ao se deparar com o gol vazio. No lance seguinte, Olívio cometeu nova falta passível de cartão amarelo e recebeu o vermelho por acumular duas advertências na partida.

A inferioridade numérica deixou o time mineiro acuado em seu campo defensivo e facilitou a vida do Joinville no início do segundo tempo. O time exerceu pressão logo após o apito inicial do árbitro e assustou Wilson com cruzamento perigoso, aos cinco minutos, e chute próximo à sua trave, aos oito.

Já aos nove minutos, Adaílton conseguiu acionar Lima e viu o atacante desperdiçar outra boa oportunidade com um forte tiro no travessão dos mineiros. A insistência do Joinville, entretanto, foi recompensada com o gol que embalou a torcida catarinense na Arena. Aos 17, Marcinho lançou para dentro da área e Adaílton testou firme para superar Wilson.

O mesmo Adaílton continuou infernal no confronto e passou a atormentar a defesa do Boa Esporte. Após o Joinville restabelecer o controle da partida, o meia se mandou para o ataque e, aos 23 minutos, cruzou para que seus companheiros apenas empurrassem para o gol. Apesar de o goleiro já estar fora do lance, o ataque não chegou a tempo e deixou passar a chance de anotar o segundo.

Tranquilo em campo, o Joinville ainda ameaçaria o Boa antes de chegar ao seu segundo gol. Aos 27 minutos, William mandou uma bomba e acertou a trave do goleiro Wilson. A bola ainda passou muito próxima à linha e saiu pela linha de fundo. O perigoso chute foi apenas uma mostra daquilo que Adaílton guardava para os 39 da etapa complementar. O meia recebeu bela assistência de Ramon e tocou na saída do arqueiro para ampliar.

O próprio Adaílton trataria de a vantagem final com bela arrancada em direção ao ataque, aos 46 minutos. O jogador ganhou na velocidade e passou para que William pudesse chutar para o gol vazio. O goleiro Wilson nem sequer pulou na bola e acompanhou de longe a torcida explodir com o novo triunfo dos catarinenses na Série B.

FICHA TÉCNICA
JOINVILLE 3 X 0 BOA ESPORTE

Local: Estádio Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data: 25 de setembro de 2012 (terça-feira)
Horário: 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Eduardo de Souza Couto (RJ) e Jackson Massara dos Santos (RJ)
Cartões Amarelos: Marcinho (Joinville); Olívio (Boa Esporte)
Cartão Vermelho: Olívio (Boa Esporte)

GOLS:
JOINVILLE: Adaílton, aos 17 minutos do primeiro tempo e aos 39 do segundo tempo, e William, aos 46 do segundo tempo

JOINVILLE: Ivan; Eduardo, Maurício, Diego Jussani e Carlos Alberto (Adailton); Leandro Carvalho, Glaydson, Marcinho e Ricardinho (Ramon); William e Lima (Jean Carlos)
Técnico: Leandro Campos

BOA ESPORTE: Wilson Júnior; Robert, Carciano (Rafael Goiano), Neylor e Neílson; Olívio, Alan Henrique, Ruan e Francismar (Tiago Azulão); Vanger e Siloé (Petros)
Técnico: Sidney Moraes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.