Tamanho do texto

Equipe paranaense derrotou cearenses por 2 a 1, chegaram aos 49 pontos e torcem por tropeços para permanecer no G4 da competição

Tentando se aproximar do G4 no Campeonato Brasileiro da segunda divisão, Atlético-PR e Ceará se enfrentaram neste sábado, no Eco Estádio Janguito Malucelli, em Curitiba, em partida válida pela 26ª rodada da competição nacional. Quem levou a melhor foi a equipe paranaense, que aproveitou o apoio da torcida, venceu o adversário por 2 a 1 e somou mais três pontos no torneio.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Marcão comemora gol do Atlético-PR na vitória diante do Ceará
Futura Press
Marcão comemora gol do Atlético-PR na vitória diante do Ceará

Comandado pelo treinador Ricardo Drubscky, o Atlético-PR fez valer o mando de campo e precisou de apenas dois minutos para abrir o placar diante do time alvinegro. Com forte arremate de perna esquerda, o meio-campista Elias anotou o primeiro gol da equipe paranaense na partida. Márcio Careca ainda igualou o placar, aos quatro minutos da etapa final, mas Marcão definiu a vitória do time paranaense, sete minutos mais tarde.

Com este resultado, o clube rubro-negro soma 46 pontos, ultrapassa Joinville e São Caetano e assume a quarta colocação na tabela de classificação da competição nacional. Já o Ceará fica na sétima posição, com 41 pontos.

O Atlético-PR dá sequência ao Campeonato Brasileiro da Série B no próximo sábado, às 16 horas (de Brasília), quando enfrenta o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. No mesmo dia, mas às 21 horas (de Brasília), o Ceará recebe o Ipatinga, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

O jogo
Atuando dentro de casa, o Atlético-PR começou a partida pressionando o time adversário. Logo aos dois minutos, o lateral-direito Maranhão fez boa jogada e tocou para o meio-campista Elias, que dominou a bola e, de perna esquerda, de fora da área, acertou chute forte e balançou as redes do gol defendido por Fernando Henrique.

Após abrir o placar, o time comandado por Ricardo Drubscky diminuiu o ritmo de jogo, mas não parou de aparecer no setor ofensivo. No entanto, sem criar grandes oportunidades de gol, não conseguiu aumentar sua vantagem nos minutos restantes do primeiro tempo.

O Ceará também oferecia pouco perigo ao goleiro Weverton, que se destacou quando defendeu cabeceio do atacante Mota após receber passe do ala direito Apodi. Sem aproveitar a melhor chance que teve, o time nordestino foi para o intervalo em desvantagem no placar.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Paulo César Gusmão colocou Magno Alves e Robert no lugar Magno e Itamar, respectivamente. As alterações não demoraram a fazer efeito, já que, aos quatro minutos, Márcio Careca aproveitou rebote de Weverton após chute de Apodi e igualou o marcador.

Entretanto, sete minutos mais tarde, quem voltou a balançar as redes foi o Atlético-PR. O atacante Marcão saiu da área, girou sobre a zaga do Ceará e, de bico, chutou no ângulo esquerdo do gol adversário, sem dar chances ao goleiro Fernando Henrique.

Aos dezoito minutos, Magno Alves teve grande chance para recolocar o placar em igualdade. O experiente jogador, 36 anos, realizou boa jogada individual dentro da área do Atlético-PR, mas exagerou na força e pecou na direção no momento da finalização.

Apesar das tentativas de ambas as equipes, o placar permaneceu apontando 2 a 1 para o time de Curitiba. Com isto, o Atlético-PR garantiu mais três pontos na competição nacional.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 2X1 CEARÁ

Local: Eco Estádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR)
Data: 22 de setembro de 2012, sábado
Horário: 15 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ) e Marcio G. Correia Dias (PA)
Cartões Amarelos: Elias, Henrique, Marcão e Tiago Adan (Atlético-PR), Mota, Juca (Ceará)
Gols: ATLÉTICO-PR: Elias, aos dois minutos do primeiro tempo, e Marcão, aos onze minutos do segundo tempo
CEARÁ: Márcio Careca, aos quatro minutos do segundo tempo

CEARÁ: Fernando Henrique; Thiago, Daniel Marques e Luizão; Apodi, Juca (Robston), João Marcos, Magno (Magno Alves) e Márcio Careca; Mota e Itamar (Robert)
Técnico: PC Gusmão

ATLÉTICO-PR: Weverton; Maranhão (Felipe), Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Elias (Paulo Baier) e Henrique; Marcão (Tiago Adan) e Marcelo
Técnico: Ricardo Drubscky

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.