Tamanho do texto

Clube diz que departamento jurídico não recomenda negociação enquanto houver disputa jurídica com o grupo DIS, que detém a maior parte dos direitos federativos do meia

A direção do Santos divulgou nesta quarta-feira, no site do clube, uma nota oficial para esclarecer o novo capítulo da novela envolvendo a negociação do meia Paulo Henrique Ganso para o São Paulo . Assinada pelo Comitê Gestor que dirige o clube, junto com o presidente Luís Álvaro de Oliveira, a nota explica que a nova proposta do São Paulo agradou aos dirigentes. Mas uma pendência jurídica com o grupo DIS, que detém a maior parte dos direitos federativos de Ganso (55%) e que ajudaria o São Paulo na negociação, está emperrando o desfechjo do caso.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

De acordo com a nota oficial, o departamento jurídico do Santos recomendou que não seja feita nenhuma negociação enquanto existir pendências jurídicas "envolvendo parte dos direitos econômicos do atleta junto à empresa DIS". Ainda segundo a nota, os dirigentes do São Paulo estão conscientes desta situação.

Veja também: Exigência santista com DIS trava liberação de Ganso ao São Paulo

Na realidade, o Santos quer que o DIS faça uma amortização de parte de sua dívida referente aos 25%  dos direitos na negociação do meia Wesley, atualmente no Palmeiras, com o Werder Bremen, da Alemanha, em 2010. Por conta de uma ação na Justiça, o DIS conseguiu bloquear parte das receitas do Santos em patrocínios, receitas da TV e renda dos jogos.

Nesta terça-feira, o São Paulo aceitou pagar o valor da multa que diz respeito ao Santos à vista (R$ 23,8 milhões) e além disso, aceitou dar ao Santos um percentual de 10% em uma possível transação futura.

Confira o texto da nota oficial do Santos

"O Santos FC esclarece, a respeito das informações publicadas hoje em parte da imprensa, que: 

1) Recebeu ontem nova proposta do São Paulo FC pelo atleta Paulo Henrique Ganso. O documento, do ponto de vista financeiro, atende aos interesses do Clube;

2) Os assessores jurídicos do Santos FC não recomendam a negociação enquanto houver pendências na Justiça envolvendo parte dos direitos econômicos do atleta junto à empresa DIS. Esta situação é de conhecimento do São Paulo FC.

Comitê de Gestão

Veja fotos da carreira de Paulo Henrique Ganso


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.