Tamanho do texto

Zagueiro são-paulino pede mais atenção para que o time possa entrar de vez na briga pela vaga na Libertadores

Rhodolfo crê que fim dos erros é a chave para alcançar o G-4
Gazeta Press
Rhodolfo crê que fim dos erros é a chave para alcançar o G-4

Por um ‘erro bobo’ do zagueiro Rafael Toloi, como definiu o técnico Ney Franco, o São Paulo permitiu que a Portuguesa empatasse o duelo deste sábado ainda no primeiro tempo. Mesmo depois do apito final definir a vitória tricolor por 3 a 1, o zagueiro Rhodolfo, um dos líderes do elenco, não se cansa de pedir para que o time evite os ‘vacilinhos’ no Campeonato Brasileiro.

Leia também:  São Paulo toma susto em casa, mas vence Portuguesa e mantém luta por vaga no G4

Segundo o defensor, apenas desta forma será possível se aproximar do G-4 - atualmente, a distância é de apenas três pontos em relação ao Vasco, quarto colocado. "Tem que minimizar os erros que existem, e contra a Portuguesa sofremos um, mas não adianta jogar culpa em algum jogador. Tem que treinar e se ajudar para não errar mais. Uma bobeira que deu tomamos o gol, então tem que evitar o erro. Quanto menos errar mais vai sair vitorioso", refletiu o camisa 4.

E ainda:  Lucas comemora boa atuação e exalta assistências na vitória do São Paulo

O discurso de Rhodolfo não fugiu do que disse o goleiro Rogério Ceni em relação a evoluir se quiser buscar o G-4 e uma vaga na Copa Libertadores por meio do Brasileirão. Além de reduzir o que tratou como ‘vacilinhos’ da defesa, o zagueiro quer que o time rechace a acomodação por conta de uma vitória como a aplicada sobre a Portuguesa que encerrou um jejum de quatro rodadas sem vencer.

Você concorda com Rhodolfo? Deixe seu comentário!

"Temos que manter nossa regularidade, não estamos tendo isso no campeonato, de embalar quatro ou cinco jogos e chegar perto o mais rápido possível. Time que quer brigar por coisas maiores tem que fazer mais. Temos que melhorar, não pode relaxar, estamos devendo muito e dando uns 'vacilinhos' que não pode. Se todo mundo der o sangue, com o time bem, de qualidade, podemos crescer", avaliou o companheiro de zaga de Rafael Toloi.

Ao contrário dos colegas, Rhodolfo não se reapresentará no CT da Barra Funda na manhã da próxima terça-feira. No dia anterior, o zagueiro já estará concentrado com a Seleção Brasileira que recebe a Argentina, em Goiânia, pelo primeiro jogo do Superclássico das Américas. "Vamos com tudo, tem amanhã para descansar e segunda me apresento na Seleção para mostrar ao Mano que tenho chances de ser convocado mais vezes".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.