Tamanho do texto

Em jogo nervoso, o Vitória contou com mais uma grande atuação de Pedro Ken para vencer por 3 a 2 e abrir boa vantagem na ponta da tabela

Jogador do Vitória comemora  durante triunfo suado sobre o Boa
Gazeta Press
Jogador do Vitória comemora durante triunfo suado sobre o Boa

Depois de três empates consecutivos, o Vitória recebeu o Boa Esporte no Barradão para tentar voltar a vencer e seguir isolado na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. Em jogo nervoso, o Vitória levou sustos, mas contou com mais uma grande atuação de Pedro Ken para vencer por 3 a 2 e abrir boa vantagem na ponta da tabela, com 53 pontos.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Os mineiros saíram na frente com o meia Petros e, apesar das dificuldades e da demora, o Vitória reagiu e virou o placar em Salvador com gols do lateral esquerdo Gilson, do meia Pedro Ken e do centroavante Elton. O time de Varginha voltou a marcar com o atacante Vanger, mas o resultado foi mantido até o apito final do árbitro paraense Dewson Fernando Freitas da Silva.

Confira a classificação da Série B

Na próxima rodada, a 25ª da competição nacional, o Vitória visita o Guarani, às 16 horas (de brasília) de sábado, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. No mesmo dia, mas às 21 horas, o Boa Esporte recebe o desesperado Ipatinga no Estádio do Melão, em Varginha.

O jogo

O Boa tentou aproveitar o mau momento vivido pelo Vitória na Série B e realizou uma blitz nos instantes iniciais e, logo aos oito minutos, abriu o placar. O zagueiro rubro-negro Gabriel Paulista vacilou dentro da área e a bola sobrou para Fernando Karanga cruzar e encontrar o meia Petros, que só teve o trabalho de deslocar Deola.

Os mandantes demoraram, mas responderam com força. Nino Paraíba cruzou e Elton, de primeira, obrigou Gabriel Leite a fazer grande defesa. Na sequência, foi a vez de Petros fazer o cruzamento e Vanger perder chance incrível de ampliar para os mineiros, que também assustaram em cobrança de escanteio de Francismar, que quase marcou um gol olímpico. Os jogadores do Boa também reclamaram de um suposto pênalti cometido por Gabriel Paulista, mas o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva mandou seguir.

Aos 36 minutos, no entanto, o Leão da Barra reagiu. O lateral esquerdo Gilson tentou enfiar a bola para William, mas o passe foi bloqueado e sobrou para o próprio ala bater firme e deixar tudo igual no Barradão. A pressão aumentou e, seis minutos depois, a virada aconteceu em bela cobrança de falta do meia Pedro Ken.

Na volta do intervalo, os comandados de Paulo Cesar Carpegiani mantiveram o ritmo e ampliaram a vantagem no marcador. Nino Paraíba acertou bom cruzamento e encontrou Élton, que cabeceou com estilo para balançar as redes. Instantes depois, o Boa tentou reagir, mas a cabeçada de Carciano parou em grande defesa de Deola.

Depois de tanto insistir, porém, os mineiros voltaram a assustar a torcida baiana. Francismar serviu Vanger, em posição duvidosa, e o atacante tirou de Deola com categoria para recolocar o time de Varginha na partida. Aos 30 minutos, Robert cruzou mais uma na área do Leão da Barra, o zagueiro Victor Ramos errou a cabeçada e acertou o próprio travessão.

Tentando segurar a pressão ensaiada pelo Boa, o Vitória prendia a bola no meio de campo, principalmente nos pés de Pedro Ken. No ataque, o veloz Willie entrou na vaga de William e incomodou os mineiros nos contra-ataques. A estratégia foi mantida até os minutos finais e garantiu os três pontos para o Vitória encerrar o jejum de vitórias e se manter firme na liderança da Série B.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.