Tamanho do texto

Os dois times têm 34 pontos e precisam da vitória para não deixar o quarto colocado Vasco se distanciar na classificação

Luis Fabiano treina no CT para pegar o Inter
Divulgação/SPFC
Luis Fabiano treina no CT para pegar o Inter

São Paulo e Internacional fazem um aguardado duelo nesta quarta-feira, às 22h, no Morumbi, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro . As duas equipes têm 34 pontos, quatro a menos do que o atual quarto colocado Vasco, e precisam da vitória para seguirem coladas no G4.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

Se o São Paulo vem de derrota para o Bahia, em Salvador, terá pela frente um embalado Internacional, que goleou o Flamengo no Beira-Rio.

A pressão pelo resultado não abala os jogadores do São Paulo, que, antes do tropeço em Salvador, haviam engatado três triunfos seguidos. Rogério Ceni concorda que uma derrota para os gaúchos dificultaria os objetivos do São Paulo, mas trata o jogo com a naturalidade de capitão.

"Não sei se isso é pressão ou não, mas, quando a gente joga em casa, é sempre obrigação vencer. Joguei umas 600 partidas no Morumbi e sempre me disseram isso. Nesse sentido, não há diferença. Temos que ganhar do Botafogo, do Sport, assim como tínhamos que ganhar do Grêmio, e não ganhamos", diz.

Veja também: Antes de reencontro, Ceni elogia Fernandão e Dagoberto

O time conta de novo com Luis Fabiano, após suspensão, e perde Lucas, convocado para a seleção brasileira. No lugar da jovem estrela, que segue no clube antes de se transferir em janeiro para o Paris Saint-Germain, o técnico Ney Franco escalará Osvaldo.

O Inter vai a campo com muito mais desfalques, como já tem sido rotina na competição. Três importantes titulares foram convocados por suas respectivas seleções: os atacantes Leandro Damião e Forlán e o volante Guiñazu. Além disso, a equipe perdeu Fred, suspenso, e não terá o volante Ygor, o zagueiro Juan e o lateral esquerdo Kléber, lesionados.

"Eles têm um grande elenco", minimiza Ceni. "E a gente também espera, sem o Lucas, formar um bom time. Não será esse o motivo de uma vitória ou derrota. É claro que seria melhor para o espectador ter esses jogadores em campo, mas vejo o Inter sempre forte e como candidato a brigar com a gente".

D'Alessandro treina em Porto Alegre
Divulgação
D'Alessandro treina em Porto Alegre

De fato, o técnico Fernandão tem opções no grupo. Dátolo está recuperado, mas não tem condições de atuar por 90 minutos. Por isso, o garoto Lucas Lima entrar no setor de criação da equipe, atuando ao lado de D'Alessandro (que retornou de lesão e foi um dos destaques da goleada por 4 a 1 sobre o Flamengo) e deixando o outro argentino no banco.

Leia ainda: Inter tem oito desfalques para pegar o São Paulo

Outra baixa na delegação que viajou até a capital paulista foi Bolívar. Trata-se de uma opção técnica de Fernandão. "Ele está bem, mas vou levar o Jackson para este jogo. Às vezes, quando as coisas não acontecem do jeito que a gente planeja, a culpa recai toda sobre o Bolívar. Existe um peso maior sobre ele", disse o treinador, explicando a preservação do outrora capitão.

O comandante colorado descartou que a equipe vá ao Morumbi apenas para se defender, por conta dos problemas de escalação. "Fora de casa, é normal você ser mais agredido pelo adversário, então temos que dar mais consistência defensiva ao time. Mas isso não significa que a gente precise jogar recuado. Temos jogadores como D'Alessandro, Dagoberto e Lucas Lima, que nos permitem ter mais posse de bola e sermos agressivos também", justificou.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X INTERNACIONAL

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 5 de setembro de 2012, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Rodrigo Joia (Fifa-RJ) e Rodrigo Correa (RJ)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Paulo Assunção, Denilson, Maicon e Jadson; Osvaldo e Luis Fabiano
Técnico: Ney Franco

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Josimar, Élton, Lucas Lima e D'Alessandro; Dagoberto e Rafael Moura
Técnico: Fernandão

*Com A Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.