Tamanho do texto

Clube pediu para CBF desconvocar volante, mas reconsiderou depois de apelo do jogador

Antes do treino, Mano conversa com seus comandados
Gazeta Press
Antes do treino, Mano conversa com seus comandados

Arouca esperou dois anos para ser convocado pela primeira vez por Mano Menezes para defender a seleção brasileira . Quando finalmente viu seu nome na lista do treinador, o Santos pediu para a CBF desconvocá-lo . O jogador então pediu para que o clube reconsiderasse o pedido e entendesse sua vontade de estar com quadro nacional nos amistosos contra África do Sul e China, dias 7 e 10 de setembro. 

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

"O Santos foi o clube que me abriu as portas, é um clube a que eu devo muito, mas sempre foi meu sonho chegar aqui e eles entenderam. Nesse momento tão especial é minha chance de aproveitar", disse Arouca. O Santos enfrenta o Fluminense nesta quarta-feira e o São Paulo no domingo. E Muricy Ramalho não poderá contar com o volante nem com Neymar. 

Leia também: Hulk avalia que mudança para a Rússia não diminuirá suas chances na seleção

Convocado pela primeira vez, Arouca não se deslumbra e sabe que pode nem mesmo ser utilizado por Mano nos próximos jogos. "Vim preparado para jogar ou não, importante é estar aqui na seleção. Nos treinos, vou me doar ao máximo. O convívio com os atletas será importante, aproveitar ao máximo. Independentemente se vou jogar ou não, o Mano pode contar comigo", comentou o santista nesta terça-feira no CT do São Paulo em Cotia (SP).

"É um momento único, eu sonhava tanto chegar à seleção, todos sonham em estar aqui, comigo não foi diferente, é difícil chegar à Seleção, sei o quanto batalhei para estar aqui, não quero deixar passar. Estar entre os melhores é o que todos sonham. Sei o quanto foi difícil", completou.

Arouca já havia sido lembrado por Mano antes dos amistosos contra a Argentina em setembro do ano passado (quando apenas jogadores que atuam no Brasil foram chamados), mas se contundiu e não pôde jogar os dois clássicos. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.