Tamanho do texto

Treinador considerou normal a manifestação dos torcedores, que invadiram o estádio na sexta-feira e até agrediram um jornalista

Um dos únicos presentes no gramado do Beira-Rio quando os torcedores invadiram o estádio cobrando uma reação da equipe no Campeonato Brasileiro , o técnico Fernandão minimizou o ocorrido na tarde desta sexta-feira. Segundo o treinador, não há problema algum no fato de os torcedores terem manifestado seu desagrado com a campanha do Internacional , que é o sétimo colocado na classificação.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Torcedores do Inter invadiram treino da equipe no complexo do Beira-Rio
Gazeta Press
Torcedores do Inter invadiram treino da equipe no complexo do Beira-Rio

"O torcedor tem o direito de fazer o que bem entende. É normal, é assim que as coisas funcionam. É uma situação atípica, e não é uma questão de atrapalhar ou não. Nós precisamos trabalhar", afirmou o comandante do Internacional, que realizou um treino após os protestos, no gramado do Beira-Rio.

Leia mais: Torcida do Internacional invade campo do Beira-Rio e cobra reação no Brasileiro

O vice de futebol Luciano Davi pediu apoio dos torcedores para a partida deste domingo, contra o Flamengo, mas condenou os excessos. "É óbvio que eu condeno as agressões. Não concordo com a violência", afirmou o dirigente, em referência aos socos que um dos torcedores desferiu em um jornalista que fotografava o protesto. "Desde que o torcedor realize um protesto pacífico e não incite a violência, ele tem todo o direito. Espero que eles venham domingo para torcer", completou o dirigente.

Confira ainda: Com problema na coxa, Juan desfalca o Inter por tempo indeterminado

Na atividade comandada por Fernandão nesta sexta, o volante Ygor acabou sentindo dores musculares. Neste sábado, se saberá a real condição do centromédio para o jogo de domingo. Caso não possa atuar, Josimar será seu substituto.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.