Tamanho do texto

Torcedores conhecidos como 'barrabravas' se revoltaram após derrota do time para o Racing e devido à proibição da entrada de membros violentos no estádio

Agência Estado

Sede do Independiente foi incendiada e roubada por torcedores
Reprodução/Olé
Sede do Independiente foi incendiada e roubada por torcedores

Um prédio do Independiente em Buenos Aires foi alvo de um incêndio criminoso na madrugada desta segunda-feira, depois de uma derrota para o arquirrival Racing, por 2 a 0, em clássico realizado no domingo, válido pela terceira rodada do Torneio Apertura, que abre a temporada do futebol argentino. Além disso, computadores e um carro foram roubados do estádio de Avellaneda.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

De acordo com o presidente clube alvirrubro, Javier Cantero, as ações estão diretamente ligadas à decisão da diretoria de barrar a entrada no seu estádio de torcedores organizados violentos, conhecidos como barrabravas.

Leia mais:  Maradona processa empresas chinesas e pede R$ 5 mi por uso indevido de imagem

"Os barras aproveitam uma derrota para destruir e roubar as instalações do clube. Sabíamos que iam tratar de nos prejudicar quando o humor dos torcedores estivesse pior. Assaltaram o nosso estádio e levaram computadores, um carro, e quiseram entrar na sala onde estão as informações para a proibição de torcedores", explicou Cantero.

O presidente do clube promete endurecer contra os barrabravas. "Se acreditam que isso nos vai fazer desistir da ideia e barrá-los, estão muito enganados. Vamos aumentar as proibições", avisou. Durante a madrugada, pessoas ainda não identificadas colocaram fogo na fachada da sub-sede do Independiente em Buenos Aires. Um policial que tentou evitar o incêndio sofreu queimaduras nas duas mãos e teve que ser hospitalizado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.