Tamanho do texto

Meia lembra que Vasco jogou desfalcado e pressionado. Apesar do empate, jogador vê evolução na equipe

O Vasco voltou a se apresentar mal e na noite desta quinta-feira, em São Januário, e ficou apenas no empate em 2 a 2 com o Coritiba, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo teve uma carga dramática, já que o time cruzmaltina saíra perdendo, conseguiu a virada aos 43 minutos da segunda etapa, mas permitiu que o adversário deixasse tudo igual no minuto seguinte.

Confira a classificação do Campeonaro Brasileiro

Um dos líderes do time, Juninho Pernambucano deixou o campo cabisbaixo, inconformado com o resultado.

Jogadores do Vasco comemoram o gol de empate no começo do segundo tempo
Agência O Globo
Jogadores do Vasco comemoram o gol de empate no começo do segundo tempo

“Bola parada. Fizemos o (segundo) gol, mas em seguida veio a desatenção de sempre. A gente tinha tudo para conquistar três pontos preciosos aqui dentro hoje”, lamentou o capitão vascaíno, completando:

Leia mais:  Vasco volta a sofrer gol e empata com o Coritiba

“Mas mesmo assim, mostramos que estamos no caminho da recuperação. Jogamos desfalcados, com a obrigação de vencer porque viemos de derrota e tudo isso gera pressão. Mas não é hora de desanimar”, completou o camisa 8 de São Januário.

Veja também:  Romário penhora 5% dos direitos econômicos de 4 jogadores do Vasco

Com 35 pontos, o Vasco se manteve na terceira posição, atrás de Fluminense (36) e Atlético-MG (38). Domingo, a equipe de Cristóvão Borges enfrenta o Flamengo, no Engenhão. O time terá a volta do zagueiro Dedé, que serviu à seleção brasileira, e também dos atacantes Eder Luis e Tenório – ambos poupados por lesão no joelho direito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.