Tamanho do texto

Time paranaense vencia no intervalo, mas Paulinho e atacante viraram para o time paulista

Jogo entre Coritiba e Corinthians foi bastante disputado
Gazeta Press
Jogo entre Coritiba e Corinthians foi bastante disputado

Chegou ao fim o jejum de vitórias do Corinthians . Com gols de Paulinho, de novo, e Romarinho, finalmente, o time paulista derrotou o Coritiba por 2 a 1, de virada, no Couto Pereira. De quebra, ampliou para oito partidas a série invicta no Campeonato Brasileiro.

Veja a classificação completa e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

O resultado leva o Corinthians a 21 pontos e o afasta da zona de rebaixamento. Ao contrário do Coritiba, que perde a chance de respirar mais aliviado, permanecendo com 15 pontos, pouco acima dos times que ocupam a zona de descenso à segunda divisão nacional.

Ambos voltam a atuar na noite de quinta-feira. O time paulista joga no Pacaembu, diante do Internacional, sem o volante Paulinho e os peruanos Paolo Guerrero e Luiz Ramírez, todos convocados para suas respectivas seleções nacionais. Simultaneamente, a equipe paranaense enfrenta o Vasco, em São Januário.

Veja fotos das partidas deste domingo pelo Campeonato Brasileiro

Neste domingo, o Corinthians, situado em zona intermediária da tabela, contava com o retorno do Danilo. Artilheiro da temporada, o meia foi desfalque no empate de meio de semana com o Atlético-GO, por conta de dores na panturrilha direita, e fez falta. Com ele em campo, o centroavante peruano Paolo Guerrero iniciou no banco de reservas.

O banco e a meta de Vanderlei foram as únicas regiões do gramado em que o sol não incidiu no primeiro tempo. Tanto o goleiro Cássio quanto os homens de ataque dos dois times tinham que levar a mão ao rosto para enxergar melhor. Esse foi, talvez, um dos fatores que prejudicaram a realização de um bom espetáculo antes do intervalo.

Com muitos erros de passe, a armação das jogadas dos dois lados foi prejudicada. Tanto Coritiba quanto Corinthians encontravam dificuldade para invadir a área ofensiva. O visitante até chegou mais vezes, mas não teve capricho. Em duas oportunidades, o lateral esquerdo Fábio Santos desperdiçou o ataque cruzando mal e chutando para fora.

Junior Urso marca Douglas no Couto Pereira
Futura Press
Junior Urso marca Douglas no Couto Pereira

A esperança corintiana era Romarinho, apesar de o atacante viver longo jejum de gols. Ele deu trabalho nos primeiros minutos, mas passou a se afobar e a ser bem marcado - em algumas ocasiões, três zagueiros o cercavam. Assim, o goleiro Vanderlei só precisou trabalhar, sem muito esforço, nas faltas de Douglas, todas fracas e direcionadas a ele.

A equipe da casa equilibrou as ações em determinados momentos do jogo, porém parava na forte marcação corintiana. A única grande chance dentro da área saiu aos 46 minutos, e Everton Ribeiro não desperdiçou. Lançado por Leonardo, o atacante passou por trás da zaga e tocou entre as pernas de Cássio e tirou o zero do marcador quando o acréscimo do árbitro já havia vencido por alguns segundos.

"O sol está complicando, mas conseguimos fazer o gol depois de uma bela jogada do Leo", comemorou o jogador alviverde, na descida para o vestiário, em contraponto à insatisfação do corintiano Danilo. "Nossa equipe teve maior posse de bola, mas está faltando criar mais", lamentou o camisa 20 alvinegro.

No segundo tempo, com menos sol no rosto dos 22 jogadores, a criação corintiana ficou por conta justamente de Danilo, pois o técnico Tite sacou Douglas e colocou Guerrero. Também no intervalo, o zagueiro Pereira saiu machucado e deu lugar a Luccas Claro, no Coritiba.

O Corinthians até chegou ao empate, mas não exatamente por conta da alteração. Aos 20 minutos, Jorge Henrique cobrou falta da meia esquerda e encontrou Paulinho sozinho. O volante subiu de cabeça e empurrou a bola para o fundo da rede, igualando o marcador e chegando à vice-artilharia do time em 2012, com nove tentos. Na comemoração, o jogador arrancou o escudo do clube do uniforme.

Convocado para amistoso da Seleção contra a Suécia, em 15 de agosto, Paulinho desfalca o Corinthians na quinta-feira, diante do Internacional. O camisa 8 estava pendurado com dois amarelos e pretendia levar mais um para cumprir suspensão na próxima rodada, mas o único corintiano a completar a série de três cartões foi Romarinho.

O jovem atacante, porém, conseguiu quebrar a seca antes de cumprir suspensão. Aos 45 minutos, ele recebeu cruzamento rasteiro de Paulinho e, de letra, enganou o goleiro Vanderlei. Foi seu primeiro gol desde a primeira final da Libertadores, diante do Boca Juniors. Nove jogos depois, volta a comemorar um gol e garantir um bom resultado ao Corinthians.

FICHA TÉCNICA - CORITIBA 1 X 2 CORINTHIANS
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 12 de agosto de 2012 (domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
Assistentes: Marcio Eustaquio S. Santiago e Fabiano da Silva Ramires
Cartões amarelos: Roberto, Chico, Escudero (Coritiba); Ralf, Chicão, Danilo, Romarinho (Corinthians)

Gols:  Everton Ribeiro, aos 46 minutos do primeiro tempo. Paulinho, aos 20, e Romarinho, aos 45 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Vanderlei, Ayrton, Pereira (Luccas Claro), Escudero e Lucas Mendes; Junior Urso, Chico (Rafael Silva), Gil e Everton Ribeiro; Roberto (Thiago Primão) e Leonardo  Técnico: Marcelo Oliveira

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos (Martínez); Paulinho, Ralf e Douglas (Guerrero); Jorge Henrique, Danilo e Romarinho (Wallace)  Técnico: Tite

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.