Tamanho do texto

Volante pediu para ser negociado, mas continuou na equipe da capital paulista treinando separado e tem futuro indefinido

A novela envolvendo o volante Guilherme segue sem uma definição e o seu futuro fica cada vez mais longe da Portuguesa . O jogador praticamente se despediu do clube no empate por 1 a 1 com o Corinthians , na 11ª rodada do Brasileiro, e segue treinando em separado até uma proposta ser aceita pela diretoria lusitana. As negociações, entretanto, não parecem perto de uma definição e deixam a situação do jogador cada vez mais incerta.

Volante já revelou vontade de sair da Portuguesa, mas segue treinando separado
AE
Volante já revelou vontade de sair da Portuguesa, mas segue treinando separado

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

Descartado oficialmente pelo Corinthians, Guilherme poderá se transferir para qualquer clube do País por não ter cumprido a cota de sete jogos pela Portuguesa neste Brasileiro. Enquanto a Europa parece ser o destino certo do atleta, de apenas 21 anos, o técnico Geninho ainda nutre um resquício de esperança por seu retorno ao time principal. Contudo, o treinador garantiu que o jogador só será reintegrado quando toda esta história for deixada para trás.

"Ele é um jogador diferenciado, mas quer ser negociado. Eu só espero que isso se decida logo. Ou ele é negociado, ou ele assume a Portuguesa e se entrega para nos ajudar com a cabeça aqui. Eu não quero o Guilherme só de corpo presente, mas de corpo, cabeça e espírito. É dessa forma que o time está se comportando. Os jogadores estão se ajudando e pensando em subir na tabela de classificação", bradou o comandante da Lusa.

A expectativa de Guilherme é que a sua situação na Portuguesa seja definida o quanto antes. Agenciado por Wagner Ribeiro, o atleta encontra dificuldades para intermediar negociações junto aos dirigentes rubro-verdes. O empresário não é bem visto no Canindé e sofre resistência por parte da cúpula lusitana na hora de conversar sobre o futuro do jogador.

Determinado em manter o foco de seu trabalho apenas dentro das quatro linhas, Geninho procurou se esquivar dos problemas extra-campo do volante e comentou apenas sobre os benefícios que o seu retorno traria ao time da Portuguesa. "Eu não intervenho em negociações. Só que essa indefinição poderia mexer no time. Se o Guilherme permanecer, o Léo Silva voltaria a ser meia e nós ocuparíamos estas posições no meio-campo de uma vez."

Sem o jogador para a próxima rodada, Geninho dificilmente mudará alguma coisa no time que venceu o Figueirense por 2 a 0, no último sábado, no Canindé. No entanto, a definição da equipe só deverá sair com os treinamentos desta semana. Caso nenhuma alteração seja feita, os atletas escalados como titulares neste fim de semana serão novamente escolhidos para defender a Portuguesa na próxima quarta-feira, contra o Bahia, em Pituaçu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.