Tamanho do texto

Depois de passagem apagada pelo Barueri, jogador tenta reencontrar bom futebol no clube catarinense

Jobson (esq) não justificou sua contratação pelo Barueri
AE
Jobson (esq) não justificou sua contratação pelo Barueri

O Avaí anunciou na manhã desta quinta-feira a contratação do atacante Jóbson , que pertence ao Botafogo . A apresentação do atleta está marcada para as 15h (de Brasília). Jóbson, de apenas 24 anos, colecionou polêmicas nas últimas temporadas com a mesma velocidade com que foi apontado como uma das grandes revelações do futebol brasileiro.

Leia também: Presidente do Barueri admite erro na contratação de Jóbson

O atacante despontou para o futebol no Botafogo, durante a reta final do Campeonato Brasileiro de 2009, quando ajudou a salvar o Glorioso do rebaixamento. Pouco depois, no entanto, um teste de doping pelo qual o jogador passou apontou uso de cocaína. Ele foi suspenso por dois anos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), mas teve a pena reduzida para seis meses.

Confira a classificação atualizada da Série B

A segunda passagem pelo Botafogo, no segundo semestre de 2010, foi marcada por faltas a treinos e novos atos de indisciplina. Na época, quase foi preso após partida contra o próprio Avaí, quando teria mostrado o pênis para torcedores da equipe catarinense na janela do ônibus da equipe carioca.

No começo do ano seguinte, foi emprestado ao Atlético-MG, de onde pediu desligamento depois de apenas três meses. Logo depois, o Botafogo cedou o jogador por empréstimo ao Bahia, onde também teve uma curta passagem, mais uma vez marcada por atos de indisciplina.

No segundo semestre de 2011, Jóbson foi julgado pelo World Anti-Doping Agency por conta do exame que apontou uso de cocaína no final de 2009. Correndo risco de ser banido do esporte, o atacante viu sua pena ser reduzida para seis meses após a alegação da defesa de que ele seria dependente químico.

Em 2012, na terceira passagem pelo Botafogo, Jóbson chegou a ser escalado pelo técnico Oswaldo de Oliveira no começo da temporada, mas, mais uma vez, foi afastado do elenco principal por ausências em treinamentos e discussões com membros da comissão técnica.

Antes de se transferir para o Avaí, Jóbson foi emprestado ao Barueri, de onde pediu desligamento após pouco mais de 40 dias, alegando não ter se acostumado a "um clube sem torcida".

Entre para a torcida virtual do Avaí e comente a contratação de Jóbson

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.