Tamanho do texto

Segundo o jornal "Extra", Vítor Júnior acabou com o sossego de condomínio no Rio

O meia Vítor Júnior , do Botafogo , está tendo problemas com seus vizinhos. Na última sexta-feira, o atleta do Botafogo recebeu comunicado de que o condomínio em que vive, no Rio de Janeiro, entrou com ação judicial para  tentar acabar com as festas de arromba em sua casa. De acordo com o jornal "Extra", o atleta alvinegro receberá uma multa diária de R$ 20 mil em caso de descumprimento.

Deixe sua opinião e comente a notícia com outros internautas

Vítor Júnior: pagode nas alturas e problemas
Futura Press
Vítor Júnior: pagode nas alturas e problemas

O condomínio "Riomar 11" reclama de cinco festas promovidas por Vítor Júnior desde que ele chegou ao Botafogo, em maio deste ano - com direito a som no volume máximo. A primeira celebraçcão aconteceu logo em sua chegada ao Rio de Janeiro. Pouco tempo depois, o meio-campista organizou outra festa, esta com cerca de 100 pessoas e só parou a festa após as 5h da manhã, por ordem da polícia.

VEJA:  Oswaldo de Oliveira barra Vitor Júnior e escala o Botafogo no 4-4-2

Segundo o "Extra", Vítor Júnior organiza as festas de arromba tanto em caso de vitória como de derrota do Botafogo. A última balada, com direito a pagode varando a noite, aconteceu no domingo, após a derrota alvinegra para o Grêmio, na estreia do astro Seedorf. Vítor Júnior já recebeu três multas do condomínio, todas no valor de um salário mínimo.

TEM JOGO:  Botafogo e Figueirense colocam má fase à prova e buscam reação

Dentro de campo, o meio-campista também vive situação complicada. O técnico Oswaldo de Oliveira decidiu abandonar o esquema com apenas um atacante e escalou Rafael Marques, barrando Vítor . Com isso, o meia irá acompanhar a partida contra o Figueirense, às 21h (horário de Brasília) deste sábado do banco de reservas do Engenhão.

Ajude o Botafogo a aumentar sua Torcida Virtual do iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.