Tamanho do texto

Ex-jogador do São Paulo foi condenado a 3 anos e 9 meses de prisão por ter incendiado a própria casa

AFP

Breno e seu advogado Werner Leitner
Getty Images
Breno e seu advogado Werner Leitner

Werner Leitner, o advogado do ex-zagueiro do Bayern de Munique , Breno, recorreu da sentença de 3 anos e 9 meses de prisão de um tribunal de Munique, que considerou o jogador culpado pelo incêndio em sua residência, confirmou nesta quinta-feira o porta-voz da justiça.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O tribunal reconheceu Breno Vinícius Rodrigues Borges , de 22 anos, como culpado por ter provocado o incêndio que destruiu quase por completo sua residência em 20 de setembro de 2011, considerando que ele agiu desta forma depois de ter ingerido uma grande quantidade de bebida alcoólica.O jogador, que disputou 13 partidas na temporada 2010-11 pelo Bayern de Munique, foi preso.

Veja tudo sobre futebol alemão no blog do Alemão

Nas últimas semanas, a Lazio da Itália ofereceu um contrato ao brasileiro para a próxima temporada, mas com a condição de que ele não fosse condenado à prisão. Depois de tomar conhecimento da decisão dos juízes, o Bayern de Munique divulgou um comunicado no qual afirma que acata a sentença do tribunal "com pena".

"Tínhamos a esperança de que Breno pudesse continuar sua carreira como jogador e sua vida com sua família", afirma a nota.O clube afirma no comunicado que "continuará apoiando Breno", mas sem especificar como.

Leia mais: Zagueiro Breno é condenado a 3 anos e 9 meses de prisão na Alemanha

Durante o processo judicial, Breno não deu mostras de intenção voluntária do ato e pediu desculpas aos juízes. A promotoria pediu cinco anos e meio de prisão para o jogador, mas os advogados do brasileiro alegaram circunstâncias atenuantes para pedir uma pena de dois anos de prisão com condicional.

Veja também: Para esposa, Breno estava "possuído pelo Satanás" no dia do incêndio

A imprensa alemã informou que Breno consultou um médico, a pedido do clube, em uma clínica psiquiátrica, na véspera do depoimento. Breno, ex-jogador do São Paulo e que já foi convocado para jogar pela seleção brasileira, foi levemente intoxicado pela fumaça, mas escapou ileso do incêndio.

E ainda: Em julgamento, Breno mantém silêncio sobre incêndio na própria casa

Depois da detenção, o Bayern de Munique não prorrogou o contrato do zagueiro, que ficou afastado dos gramados por uma cirurgia no joelho direito em fevereiro.O brasileiro foi contratado pelo clube bávaro em 2009 por 12 milhões de euros. Jogador muito promissor, o zagueiro não teve uma sequência de jogos na equipe por suas persistentes lesões.

    Leia tudo sobre: bayern de munique
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.