Tamanho do texto

Meia do Palmeiras, que já foi questionado por causa do peso no passado, diz que não tem uma alimentação adequada por morar sozinho

Provável titular do Palmeiras nesta quarta-feira, na decisão da Copa do Brasil, Daniel Carvalho distribuiu sorrisos na Academia de Futebol. Nem o fato de o técnico Luiz Felipe Scolari ter antecipado a concentração alterou o bom-humor do meia, encarregado de substituir o suspenso Valdivia em Curitiba.

V ocê acha que a concentração faz diferença na hora dos jogos? Deixe seu comentário

"A maioria dos jogadores tem filho pequeno, aí tem dificuldade para dormir e o descanso fica prejudicado. Fora a parte da alimentação. Eu moro sozinho, então só me alimento com bobagem, na concentração tem a nutricionista para nos ajudar", revelou Daniel Carvalho, logo arrependido do que falou. "Agora vocês (jornalistas) vão me complicar, não é?", riu.

Meia Daniel Carvalho diz que auxílio de nutricionista evita
Gazeta Press
Meia Daniel Carvalho diz que auxílio de nutricionista evita "excessos"


Leia mais: Luan treina normalmente e pode ser surpresa de Felipão em Curitiba

Logo que chegou ao Palmeiras, o meia foi pivô de uma polêmica. Torcedores acusaram o jogador de estar acima do peso. Em sua defesa, Daniel Carvalho afirmou que ganhou massa muscular na passagem pelo futebol europeu.

Confira ainda: Palestra do BOPE motiva time do Palmeiras para a final

Além de antecipar a concentração para esta segunda-feira, Felipão também decidiu fechar para a imprensa o treinamento desta terça, a exemplo do que fez na semana passada, antes de o Palmeiras vencer o Coritiba por 2 a 0 na Arena Barueri. "É importante para que a gente treine alguma jogada diferente e possa surpreender no jogo", defendeu o zagueiro Henrique.

Felipão também usará o último apronto para definir o time. Com os desfalques dos titulares Valdivia e Barcos, o treinador precisa pensar em nova solução para o setor ofensivo. Luan, de volta aos treinamentos, pode ser opção, assim como Betinho. Atrás, por outro lado, Henrique retorna de suspensão e ocupa o lugar de Márcio Araújo, à frente de Thiago Heleno e Maurício Ramos.

"O Felipão não trabalha só com 11 jogadores, e sim com um grupo. Prova disso é que o Betinho foi um dos mais importantes no último jogo, fazendo seu papel na frente e ajudando na marcação. O Barcos está fora, o Valdivia também, o Maikon Leite ninguém sabe, mas quem entrar vai dar conta do recado", apostou Daniel Carvalho.

O Palmeiras volta a treinar na tarde desta terça-feira e depois embarca para Curitiba. A partida contra o Coxa está marcada para as 21h50 (de Brasília), no Couto Pereira.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.