Tamanho do texto

Técnico santista disse que deseja contar com o jogador, mas entende que R$ 8 milhões é um valor fora da realidade do país

Com a eliminação nas semifinais da Copa Libertadores da América, a diretoria do Santos tem intensificado as conversas com o técnico Muricy Ramalho , visando definir alvos de possíveis contratações para fortalecer o elenco, visando a sequência do Campeonato Brasileiro. O atacante Juan Martínez, do Vélez Sarsfield (Argentina), eliminado nas quartas de final da Libertadores pelos próprios santistas, é um desses nomes em pauta.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Martínez é alvo de interesse do time santista
Getty Images
Martínez é alvo de interesse do time santista

O interesse no jogador argentino existe, mas o treinador, que elogiou Martínez, destacou que os valores envolvidos devem dificultar uma investida da cúpula alvinegra. O Vélez não aceita se desfazer do atacante, de 26 anos, por menos de US$ 4 milhões (cerca de R$ 8 milhões), quantia fora da realidade do clube brasileiro.

Leia mais:  Cobiçado pelo São Paulo, Muricy diz que vai renovar com o Santos

"O Martínez é um jogador interessante, só que está muito valorizado. Claro que um atleta desse nível seria interessante para o clube, mas a possibilidade é muito complicada, porque os argentinos são sempre muito caros. É difícil dizer se pode acontecer algo", explicou Muricy , procurando não criar grandes expectativas em torno desta negociação.

Com as recentes saídas do colombiano Renteria e de Alan Kardec, cujo empréstimo junto ao Benfica (Portugal) expirou, o comandante enxerga a necessidade urgente da chegada de novas peças para o setor ofensivo. Bill, que estava no Corinthians, é reforço garantido.

Confira ainda:  Ganso treina e reforça o Santos contra a Portuguesa, no Canindé

Porém, Muricy Ramalho está preocupado com o fato de o Santos não ter um substituto para Neymar, que deverá ser convocado para defender a seleção brasileira, nos Jogos Olímpicos de Londres (Inglaterra). A Joia deve desfalcar a equipe durante sete rodadas do Brasileirão.

"O Neymar é um dos melhores do país, mas é correto que um time não pode ter só esse jogador. Toda a hora ele vai sair, por causa da seleção, e precisamos estar cientes de que precisamos de uma reposição. Estamos conversando sobre isso internamente. Aqui, ninguém está ‘dormindo’ não", concluiu.

Entre para a torcida virtual do Santos:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.