Tamanho do texto

Volante do Santos havia sofrido um trauma na região abdominal, mas já foi liberado pelo departamento médico

Adriano (em primeiro plano) foi liberado pelo departamento médico após trauma abdominal
Gazeta Press
Adriano (em primeiro plano) foi liberado pelo departamento médico após trauma abdominal

Poupado do treino do Santos na manhã desta quarta-feira, no CT Rei Pelé, em virtude de um trauma na região abdominal, o volante Adriano deve voltar às atividades normais com bola, junto ao restante do elenco, nesta quinta. Recuperado da lesão, sofrida no empate com o Coritiba , no último domingo, na Vila Belmiro, o jogador crê que estará em campo normalmente diante da Portuguesa, domingo, às 16 horas (horário de Brasília), no Canindé.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Na segunda, mesmo com o elenco de folga, fui ao CT para fazer tratamento. Ontem (quarta) à tarde já corri ao redor dos campos e hoje (quinta) devo trabalhar com bola. Até domingo, estarei bem e à disposição para enfrentar a Portuguesa", revelou Adriano

Leia mais: Para Henrique, cobrança em cima do Santos após eliminação é normal

Com Adriano liberado pelo departamento médico do clube, o técnico Muricy Ramalho deve contar praticamente com a sua força máxima contra a Lusa, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja também: Santos e Ganso não chegam a acordo, mas negociações continuam

Isto porque o meia Paulo Henrique Ganso , que vem realizando trabalho de reequilíbrio muscular, após o jogo da semana passada contra o Corinthians, o segundo das semifinais da Libertadores, têm grandes chances de atuar diante da Portuguesa.

E ainda: Diretoria do Santos não pedirá adiamento de jogos por conta de Olimpíadas

Caso isso aconteça, o único titular santista ausente será o lateral direito Fucile . O uruguaio, que está na fase final da recuperação de uma lesão no ligamento do tornozelo esquerdo, pode voltar ao time contra o Grêmio , no próximo dia 8, na Vila Belmiro.

Entre para torcida virtual do Santos:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.