Tamanho do texto

Ministro do esporte disse novamente que o Estádio Nacional, em Brasília, ficará pronto a tempo da Copa das Confederações

Reuters

Aldo Rebelo reafirmou o cumprimento dos prazos de entrega das obras no Estádio Nacional
Agência Brasil
Aldo Rebelo reafirmou o cumprimento dos prazos de entrega das obras no Estádio Nacional

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, visitou nesta quinta-feira as obras do Estádio Nacional, em Brasília, uma das sedes da Copa do Mundo de 2014 , e reafirmou o cumprimento dos prazos para a entrega da arena a tempo para a abertura da Copa das Confederações, em junho do ano que vem.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, acompanhou Aldo na visita ao estádio, no último de seus três dias de visita ao Brasil. O dirigente também esteve em Recife e Natal, onde mostrou entusiasmo com o ritmo das obras dos estádios para o Mundial.

Leia mais:  Valcke visita Natal, evita polêmicas e elogia obra da Arena das Dunas

Brasília será o palco da partida de abertura da Copa das Confederações, evento teste para a Copa do Mundo, em 15 de junho de 2013. Belo Horizonte, Fortaleza, Rio de Janeiro, Salvador e Recife também estão confirmadas para o evento.

A arena de Brasília está com 60% das obras concluídas e terá custo total de R$ 800 milhões, segundo dados do Governo do Distrito Federal. A previsão é que seja entregue até o final deste ano. "Esta visita comprova mais uma vez o cumprimento do calendário", disse Aldo a jornalistas após a visita.

Confira ainda:  Valcke confia em participação de Recife na Copa das Confederações

A delegação que visitou Brasília contou ainda com os membros do conselho de administração do comitê organizador local da Copa Bebeto e Ronaldo, e do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT).

E mais:  Fifa defende uso de aeroportos militares durante a Copa do Mundo de 2014

Segundo o governador, a comissão da Fifa ficou "impressionada" com o andamento dos trabalhos. O ex-atacante Ronaldo também mostrou entusiasmo com o estádio, e comparou-o às arenas de Real Madrid e Barcelona. "Lembra muitos os estádios europeus que eu já joguei", disse.

Operários da obra fizeram fila para acompanhar os ex-jogadores, que bateram pênaltis para alguns funcionários.

Apesar de ter anunciado em meio a realização da Copas das Confederações com seis sedes, a Fifa deixou em aberto a possibilidade de reduzir o número de cidades dependendo do andamento das obras. A decisão final acontecerá em novembro, quando começa a fase de venda de ingressos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.