Tamanho do texto

Atacante tratou com naturalidade o revés do Santos na Copa Libertadores e disse que espera que o rival brasileiro seja campeão

"Não tenho medo de falar: vou torcer para o Corinthians ser campeão". Essas foram as palavras de Neymar logo após a eliminação do Santos diante do arquirrival paulista na semifinal da Libertadores. O atacante deixou claro que prefere que um time brasileiro levante a taça ao invés de Boca Juniors ou Universidad de Chile, que vão definir o outro finalista nesta quinta.

Sobre a queda na semi, Neymar tratou com naturalidade. Desde 2010 o Santos é o time mais vencedor do futebol brasileiro. Em pouco mais de dois anos, foram cinco conquistas: três Campeonatos Paulista, uma Copa do Brasil e uma Libertadores. No entanto, a equipe caiu na competição continental no clássico contra o Corinthians , após empate por 1 a 1 no Pacaembu, e agora amarga sua principal decepção desde que Neymar se tornou profissional, em 2009.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Leia também:  Muricy não se livra de fantasma e soma cinco eliminações contra brasileiros

Ele lembrou de outro time que caiu em um torneio continental na última temporada: O Barcelona, que foi eliminado pelo Chelsea nas semifinais da Liga dos Campeões. "Faltou só um golzinho, o resto foi tranquilo. Nem sempre vamos conseguir vencer todos os campeonatos, como o Barcelona saiu da Liga dos Campeões", comentou.

Veja ainda: Triste com eliminação, Neymar elogia postura santista no Pacaembu

Mesmo citando o principal time do futebol mundial para comentar a derrota do Santos, Neymar exaltou o desempenho do rival e avaliou que o Corinthians foi superior no confronto. "É normal, só um pode passar, e quem mereceu mais foi o Corinthians e por isso eles estão na final".

E mais:  Após eliminação, Muricy diz que Corinthians deve ganhar a Libertadores

Já Paulo Henrique Ganso preferiu apontar os erros santistas na partida da última quarta. Para ele, a equipe até fez um bom primeiro tempo, mas não repetiu a atuação na etapa final e acabou sucumbindo à forte marcação adversária. "Faltou ter a paciência que tivemos no primeiro tempo. No segundo, quisemos alçar muita bola, infelizmente não conseguimos e o Corinthians foi melhor na marcação", apontou.

Entre para a torcida virtual do Santos

Com AE e Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.