Tamanho do texto

Clube paulista ameaçou não entrar em campo e funcionários tiveram que mudar estrutura de lugar

Funcionários carregam o reservado do São Paulo
Gabriel Cardoso
Funcionários carregam o reservado do São Paulo

A rivalidade Inter x São Paulo teve mais um capítulo fora de campo. Desta vez os clubes se desentenderam por conta do posicionamento do banco de reservas.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Antes da bola rolar no jogo desta noite, no Beira-Rio, o clube do Morumbi ameaçou não entrar em campo. A questão é que o Inter havia colocado o reservado dos visitantes atrás do gol, enquanto manteve o seu na parte lateral do campo.

Os dirigentes paulistas foram até o delegado do jogo e disseram que o jogo não começaria enquanto não fosse dada igualdade de condições.

Feita a reclamação, funcionários do Inter e da Federação Gaúcha de Futebol tiveram que pegar o pesado reservado e carregar até o meio do campo. Desfeito o problema, o jogo começou com quase 10 minutos de atraso.

 Acompanhe o Brasileirão em tempo real e com estatísticas no aplicativo iG Futebol

Os clubes já tiveram briga maior ainda neste ano. Desde os primeiros meses disputavam os direitos do meia-atacante Oscar. O caso só terminou após o Inter pagar uma indenização de R$ 15 milhões aos paulistas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.