Tamanho do texto

Entidade usará também expressão em inglês 'All in one rhythm'. Duas expressões foram registradas na Suíça nesta semana

A Copa do Mundo do Brasil já tem um slogan. “Juntos num só ritmo” - ou a versão em inglês “All in one rhythm” - foi a expressão escolhida pela Fifa para divulgar o evento. As duas versões do slogan foram registradas nesta semana no Instituto de Propriedade Intelectual da Suíça, país onde está sediada a Fifa.

O iG teve acesso ao documento de 31 páginas com o pedido de registro da marca. A Fifa pediu para ter uso exclusivo das duas versões do slogan em mais de 40 tipos de produtos, desde cosméticos, alimentos, instrumentos musicais e bebidas alcoólicas. Todas as empresas patrocinadoras da Copa de 2014 vão usar a expressão nas embalagens dos seus produtos.

Leia ainda: Slogan da Copa remete a 'um só ritmo'

Em março o site "Máquina do Esporte" divulgou que a frase "All in one rhythm" seria o slogan do Mundial no Brasil. Na época, a Fifa não confirmou a informação. "O processo para criar o slogan oficial para a Copa do Mundo de 2014 ainda não chegou a uma conclusão. O COL e a FIFA ainda não estão capazes de confirmar qual será o slogan oficial. A previsão é que este processo seja concluído até o final de abril. A data prevista para o lançamento do slogan oficial será anunciada após a reunião do conselho do COL, prevista para ser realizada no Rio de Janeiro em 9 de Maio", disse a entidade ao iG, por e-mail.

Nos próximos meses a Fifa divulgará o mascote da torneio no Brasil. Uma versão do tatu-bola é o mais cotado para ser a imagem que vai representar a Copa do Mundo de 2014.

Na próxima semana, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e o presidente do COL (Comitê Organizador Local da Copa), José Maria Marin, estarão na Suíça. Eles irão se encontrar com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke.

Veja também: Fifa divulga que mascote da Copa deve ser divulgado em setembro

No encontro, os dirigentes da dona do Mundial vão pedir mais agilidade do Governo Federal na aprovação da Lei Geral da Copa, que ainda precisa ser aprovada no Senado. O projeto de lei dá garantias para a organizadora da Copa do Mundo, como a isenção de impostos e a facilidade no registro de marcas no Brasil.

A liberação da venda de bebidas alcoólicas nos estádios é uma exigência da Fifa, mas ela não deverá estar determinada na Lei da Copa e, sim, será negociada com os 12 estados que receberão partidas no torneio.

Blatter vai comandar reunião no próximo dia 8, na Suíça
EFE
Blatter vai comandar reunião no próximo dia 8, na Suíça