Tamanho do texto

Artilheiro foi decisivo para virar o placar e levar time do presidente Rivaldo à decisão

Menos de uma semana depois de ser eliminado pelo Santos nas quartas de final do Campeonato Paulista , o Mogi Mirim mostrou sua força em casa. Neste sábado, o time alvirrubro contou com dois gols do matador Hernane , que chegou a 15 na competição, para virar sobre o Oeste e, com uma vitória por 3 a 2, se garantir na decisão do Troféu do Interior.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Hernane agradece aos céus por mais um gol
Gazeta Press
Hernane agradece aos céus por mais um gol
Na final, o clube presidido pelo meia Rivaldo enfrentará o Bragantino , que venceu o Mirassol nos pênaltis , pela outra semifinal do Troféu do Interior. Quem ficar com o título embolsará um prêmio de R$ 250 mil oferecido pela FPF (Federação Paulista de Futebol).

Para seguir à frente, os anfitriões tiveram de se superar. A equipe de Itápolis, que agora se prepara para disputar a Série C do Brasileiro, abriu o placar com Wanderson, aos sete minutos, e perdeu pênalti com o goleiro Zé Carlos quatro minutos depois. Ainda no primeiro tempo, Renê Júnior empatou, aos 30, mas Roger recolocou o time rubro-negro à frente aos 12 minutos da etapa final. Hernane, contudo, apareceu de forma decisiva para virar com gols aos 23 e 25 minutos.

O jogo
Elogiado pelos clubes mais tradicionais do Paulistão, o Mogi tratou de mostrar força em seu estádio rapidamente, obrigando o goleiro Zé Carlos a trabalhar com importante defesa em arremate de Edson Ratinho logo aos três minutos. O Oeste, porém, se mostrou eficiente no contra-ataque. Aos sete minutos, tabela na intermediária ofensiva do time de Itápolis chegou a Roger, que lançou para Everton, desmarcado e em posição irregular na grande área, rolar para Wanderson, com o gol vazio à frente, escorar com o pé para as redes. E este foi só um dos muitos lances perigosos de Roger.

Aos 11 minutos, o meia entrou na área e só foi parado com falta cometida por Edson Ratinho. Pênalti que o goleiro Zé Carlos fez questão de atravessar o campo para bater. Mas o arqueiro foi muito mal, mandando por cima do travessão e injetando ânimo novamente nos donos da casa. Aos 30 minutos, o erro de Zé Carlos teve seu preço. Os meias Felipe e Renê Júnior passaram a ser mais ativos e eficientes. Em meio à pressão exercida pelo Mogi Mirim, um cruzamento de Edson Ratinho encontrou Renê Júnior, que colocou nas redes. O meio-campista ainda acertou a trave antes do intervalo.

Oeste estava na frente, mas levou a virada e foi eliminado. Agora, resta a disputa da Série C
AE
Oeste estava na frente, mas levou a virada e foi eliminado. Agora, resta a disputa da Série C
No segundo tempo, contudo, o Oeste começou melhor. A partida recomeçou sem emoções, mas Roger tratou de mudar o cenário com um belo gol. Aos 12 minutos, partiu em velocidade, limpou Lucas Fonseca e bateu no ângulo direito do goleiro Anderson, que nada pôde fazer para evitar o golaço. Foi a vez, então, de Hernane acordar. O centroavante demonstrou oportunismo aos 23 minutos para empatar após bate-rebate na área e, dois minutos mais tarde, selou a virada ao dividir com a defesa do clube visitante e finalizar de canhota no canto da meta de Zé Carlos.

FICHA TÉCNICA - Mogi Mirim 3 x 2 Oeste
Torneio do Interior 2012 - Semifinal
Local : estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira, em Mogi Mirim-SP
Data : 28 de abril de 2012, sábado
Horário : 16h (horário de Brasília)
Árbitro : Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Assistentes : Fabio Rogério Baesteiro e Alex Alexandrino
Assistentes adicionais : Jose Claudio Rocha Filho e Norberto Luciano Santos da Silveira
Cartões amarelo s : Edson Ratinho, Tiago Alves e Renê Júnior (MOG); Dionísio (OES)

GOLS
MOGI MIRIM: Renê Júnior, aos 30 minutos do primeiro tempo; Hernane, aos 23 e aos 25 minutos do segundo tempo
OESTE: Wanderson, aos 7 minutos do primeiro tempo; Roger, aos 12 minutos do segundo tempo

MOGI MIRIM : Anderson; Edson Ratinho, Tiago Alves, Lucas Fonseca e João Paulo (Piauí); Val (Vitinho), Baraka, Renê Júnior, Jefferson Maranhão (Dudu) e Felipe; Hernane Técnico : Guto Ferreira

OESTE : Zé Carlos; Maurício (Gualberto), Adriano e Fabrício; Wanderson (Gerson), Esdras, Paulo Vitor, Dionísio e Eder Lima; Roger e Serginho Técnico : Roberto Cavalo