Tamanho do texto

Em relatório, Assembleia Parlamentar defendeu que a entidade passe por uma "investigação exaustiva"

O Conselho Europeu acusou nesta segunda-feira o presidente da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados), Joseph Blatter, de usar seu cargo "indevidamente" e ter conhecimento sobre subornos de US$ 15,5 milhões (R$ 29,1 milhões, na cotação atual) pagos a dois altos executivos pela falida empresa de marketing esportivo ISL. Além disso, o órgão defendeu que a entidade máxima do futebol passe por uma "investigação exaustiva".

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Blatter é presidente da Fifa desde 1998
EFE
Blatter é presidente da Fifa desde 1998
"Dadas as posições defendidas na Fifa por Joseph Blatter desde 1975, é difícil imaginar que não se tenha ouvido nada sobre as enormes somas pagas a determinados funcionários da Fifa", apontou o relatório. Segundo investigações, Blatter teria conhecimento sobre subornos feitos pela ISL pelos direitos televisivos da Copa do Mundo, controlados pela entidade máxima do futebol. O Conselho, no entanto, diz que também é possível que Blatter não tenha recebido dinheiro, apesar de saber quem recebeu.

VELHOS AMIGOS: Blatter visita João Havelange no hospital do Rio de Janeiro

Os subornos serviriam como comissão para que os membros da Fifa influenciassem no favorecimento dos contratos de transmissão. Um dirigente sul-americano, identificado como "H", teria recebido aproximadamente 12,5 milhões de francos suíços (cerca de R$ 25,7 milhões) entre 1992 e 1997 e entre 1998 e 2000. Outro membro da Fifa, citado apenas como "E", teria aceitado propinas de cerca de 1,5 milhão de francos suíços (cerca de R$ 3 milhões) entre 1997 e 2000.

FINANÇAS : Fifa anuncia lucro de R$ 66 milhões em 2011

Segundo a rede de televisão "BBC", "H" seria o ex-presidente da Fifa João Havelange, enquanto "E" seria o ex-mandatário da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira. Ambos negam as acusações, feitas também pelo jornalista inglês Andrew Jennings no livro "Jogo sujo", que a Fifa tentou proibir.

NO BRASIL: Fifa confirma convite, mas não indica data da visita de Blatter

Joseph Blatter (dir) teria conhecimento sobre subornos supostamente recebidos por Ricardo Teixeira
Getty Images
Joseph Blatter (dir) teria conhecimento sobre subornos supostamente recebidos por Ricardo Teixeira
A acusação contra Blatter está presente em um relatório divulgado nesta segunda-feira pelo Conselho Europeu, cujo conteúdo reforça o documento "Boa gestão e ética no esporte" que a Assembleia Parlamentar tenta aprovar na próxima quarta-feira. "É imperativo que a Fifa conduza uma exaustiva investigação sobre as ações de Joseph Blatter para determinar se ele se aproveitou indevidamente de sua posição na instituição durante o período precedente à sua eleição como presidente do organismo", aponta o relatório.

CONFIANÇA: Na Suíça, presidente da Fifa diz que Copa no Brasil será excepcional

Além de negociar os direitos de transmissão da Copa do Mundo, a ISL fez investimentos no Grêmio e no Flamengo durante os anos 90. Em 2000, a empresa ainda organizou, ao lado da brasileira Traffic, a disputa do Mundial de clubes, disputado no Brasil e que teve o Corinthians como campeão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.